Pais vão ao Procon contra preço de material de inglês em escolas de SLZ

Um grupo de pais de alunos de escolas particulares de São Luís tem reunião com a direção do Procon-MA na tarde desta terça-feira (14).

Eles levarão ao órgão de defesa do consumidor denúncias de que algumas instituições da capital decidiram promover uma espécie de terceirização do ensino de língua inglesa, com o argumento de que, a partir de agora, são bilíngues.

Para isso, as escolas prometem ampliar a carga horária das aulas de inglês, mas, em contrapartida, os pais precisam adquirir um material específico, ofertado por curso de idiomas de São Luís, que custa de R$ 600 a R$ 1,5 mil, o que foi considerado abusivo (reveja).

A escola Portal do Saber já foi formalmente denunciada à Justiça (saiba mais). Mas há relatos de que escolas como Upaon Açu, Educalis, Crescimento e Bom Pastor também adotaram prática idêntica.


1 pensou em “Pais vão ao Procon contra preço de material de inglês em escolas de SLZ

  1. Pingback: Lei de César Pires obriga escolas a manter livros didáticos por três anos - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *