Governo suspende doação de cestas básicas após aglomeração

O Governo do Maranhão decidiu suspender a distribuição de cestas básicas a pessoas carentes.

A ação foi adiada depois de se formar grande aglomeração na área da Praia Grande, num momento em que as autoridades sanitárias têm reforçado as recomendações de isolamento social como forma de conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19).

Por conta da multidão que acabou reunindo, a gestão estadual foi duramente criticada nas redes.

Uma nova data será anunciada em breve.

Vale destacar que as cestas foram adquiridas com recursos viabilizados por deputados estaduais.

Com informações da coluna Estado Maior.


8 pensou em “Governo suspende doação de cestas básicas após aglomeração

  1. Os comunistas estavam convocando os pobres fornecedores e prestadores de serviço a doarem até 10 cestas cada. Muita gente no desespero já lisa com atrasos de meses de suas faturas foi obrigada a doar na esperança de receberem as suas granas ou nao serem retaliadas. Assim é o governo comunista do Maranhão. .

  2. Sem planejamento, sem critérios, só para politicagem. Tem muitos políticos se aproveitando do momento para fazer política suja. Muda Maranhão, nossa bandeira jamais será vermelha.

  3. Mas segundo o que foi informado pela secretaria de governo, a estratégia e planejamento era de ser entregues cerca de 500 cestas, sendo 50 por hora. Pelo que foi relatado, quando já estavam na casa das 250 cestas distribuídas eis que, do nada aparece a TV Mirante, informando ao vivo e direto de lá que, o local de entregas de tais cestas era lá aonde estavam.
    Resultado: várias pessoas sairam de suas residências e se deslocaram até esse local, ocasionando uma aglomeração, tumulto e confusão para receberem tais cestas. O pessoal da entrega tiveram que fazer uma especie de força tarefa para que todos (ou quase todos) pudessem receber cerca de 2.500 cestas.
    Mas nessa lição toda ficou uma coisa: que a Mirante ou qualquer veículo de informação tenham mais cuidado com o que passam e divulgam por ai, pricnipalmente nesse período de isolamento social por causa do H1N1 e covid-19.

      • Nesse ponto, sim. A responsabilidade foi da Mirante, uma vez que acabou por provocar o tumulto e aglomeração de pessoas, de modo desnecessário. O governo, tanto federal, quanto estadual e municipal cometem erros, mas também acertos. E nesse caso, em tempo de pandemia e isolamento social não tinha a menor necessidade da Mirante tomar essa atitude, e não me venha dizer que foi apenas para comunicar a sociedade(pois lá tinham pessoas que nem precisavam de cestas, acabando por tomar de outras que necessitavam e necessitam), mas também com o intuito de tumultuar. Mas enfim, deixa para lá e que as pessoas tenham consciência, acima de tudo.

        • Mais que cara burro. Além do buchudo nunca ter tido tanto acesso à mirante (está se deliciando) que é sinal de sintonia entre o governo e o sistema, existe uma coisa chamada REDE SOCIAL e WHATSAPP, algo que não é só tu que tens. O poder disso, aliado à incompetência do governo e prefeitura, cauram isso. Muito simples.
          E FD nem falou que o dinheiro das cestas eram dos deputados. Até bom para eles pararem de ser submissos.
          E pára de defender este desgoverno que vive procurando culpados para seu retumbante fracasso.

  4. ô, José Ribeiro, conta outra. Esse Governo fajuta do Flávio Dino em nada é competente e sempre põe em terceiros, de preferência adversários, a culpa por suas asnices.

  5. Flavio Dino vai para internet e fala de isolamento social.

    Mas na pratica organiza um coronafest para contaminar todo mundo.

    Depois desse dia, certamente vai aumentar e muito o numera de contaminados em São Luís

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *