Dino manda recado a prefeitos: ‘O que vale é o decreto do governo’

Foto: Paulo Soares/O Estado
(Foto: Paulo Soares/O Estado)

O governador Flávio Dino (PCdoB) mandou um recado a prefeitos do Maranhão que têm editado decretos municipais alterando regras sobre o funcionamento do comércio.

Durante entrevista coletiva no Palácio dos Leões, na manhã de hoje (30), ele informou que medidas assim não têm prevalência sobre o decreto estadual que determinou o fechamento do comércio até o dia 4 de abril.

“Nós não temos uma pluralidade de normas no Maranhão, é importante fixar isso. O que vale no território maranhense é o decreto do Governo do Estado, em proteção à saúde pública de todos os maranhenses. O que é possível é um prefeito, ou outro, tratar de coisas que são coisas específicas da sua cidade, temporariamente, mas não negar a validade do decreto estadual”, ressaltou.


9 pensou em “Dino manda recado a prefeitos: ‘O que vale é o decreto do governo’

  1. Creio que na próxima semana o comércio já pode ser liberado com a adoção do isolamento vertical, que deverá durar no mínimo 07 meses. Restrição de trânsito de pessoas com mais de 60 anos e grupos de risco, proibição de reuniões, seminários, fixação de distância entre mesas de bares e restaurantes e qualquer forma de aglomeração.

  2. E pagar os médicos ?
    Comunista sendo comunista, ditador, lascando com o povo e querendo jogar a culpa pro governo federal.
    Esse aí nunca adimite seus erros.
    Nunca mais voto nele ou alguém indicado por ele. Conseguiu ser pior que a família Sarney.

  3. Enquanto nós brasileiros comuns (o povo, de onde emana todo o Poder) estamos trancados em nossas casas, sem trabalho, sem dinheiro e quase sem comida, os políticos e a sua imprensa, o Judiciário e os funcionários públicos estão rindo da nossa desgraça com os seus imorais salários garantidos. Não estou mais entendo nada desta República e deste Estado Democrático de Direito?

  4. Esse governador politiqueiro tem que ver primeiro que a volta ao trabalho também prestigia a vida. Queria ver se ele estivesse exclusivamente advogando, com o seu escritório parado por força de um decreto de qualquer governador, de que lado hoje ele estaria?

  5. Pingback: Dino sofre com prefeitos o que Bolsonaro sofre com governadores - Gilberto Léda

  6. Pingback: Flávio Dino admite uso da polícia para fazer cumprir decreto - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *