Covid-19: Justiça abre prazo para governo Dino explicar falta de transparência

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, abriu prazo de três dias para que o governo Flávio Dino (PCdoB) se manifeste a respeito da ação movida pelo Ministério Público cobrando mais transparência na divulgação de dados e ações relacionadas ao combate ao novo coronavírus no Maranhão.

A informação é do blog Atual 7.

No processo, o promotor de Justiça da Defesa do Idoso, José Augusto Cutrim, cobra que o Estado seja obrigado “a demonstrar e comprovar, com total transparência, […] as medidas efetivamente adotadas e valores financeiros recebidos e despendidos de repasses da União, emendas parlamentares e doações privadas, gastos no enfrentamento da pandemia ocasionada pela propagação do coronavírus” (saiba mais).

O representante do MP decidiu processar o Estado em virtude de inúmeras denúncias de óbitos, em especial de pessoas idosas, por falta de atendimento, equipamentos de proteção individual, leitos de UTI, respiradores, testes, exames, medicamentos, e demais materiais usados no combate a COVID-19.

Na ação, Cutrim destaca que houve diversas promessas de aparelhamento do sistema de saúde estadual que não se concretizaram, “ou foram pífias”. Ele relata ter recebido denúncias de idosos que morreram por falta de leitos de UTI na rede pública, e de profissionais de saúde que trabalham sem equipamentos de proteção adequados.

Douglas Martins é o mesmo juiz que determinou ao governador do Maranhão que decretasse lockdown na Ilha de São Luís.


3 pensou em “Covid-19: Justiça abre prazo para governo Dino explicar falta de transparência

  1. Juiz Douglas de Melo Martins, o mesmo que “decretou” a lockdown em São Luís?
    Eita Maranhão velho de guerra!

  2. Infelizmente hoje sofremos uma pandemia. Pandemia esta, que não sabemos
    a verdadeira extensão e período.
    Há apenas muita especulação sobre o assunto onde muitos estão se aproveitando e se aproveitarão deste triste e tenebroso momento. Quanto ao governo do estado não
    há transparência alguma; apenas se aproveitando dos recursos enviados que eu pessoalmente chamo de “Corona Royalties” pois, os recursos são muitos pena que não utilizados onde deveriam.
    O TCE com certeza irá fazer “vista grossa” mais uma com protecionismo que lhe convêm.

  3. Esse juiz tá querendo uma vaga de desembargador, está fazendo o que o comunista manda. uma coisa eu confio, Bolsonaro disse que vai colocar a PF para fiscalizar cada centavo que ele mandou para os Estados. Não confio nessa justiça nossa nem na promotoria. Estão nas mãos de Flávio Dino.

Os comentários estão fechados.