Adoção de novo protocolo com cloroquina no MA é vitória dos médicos

Trata-se de um verdadeira vitória da classe médica o recuo do governo Flávio Dino (PCdoB) e a confirmação de que, agora, já se utiliza na rede estadual de saúde do Maranhão o protocolo de tratamento da Covid-19 com a prescrição de hidroxicloroquina e azitromicina (além de vitaminas) logo na chamada 1ª fase da doença.

Antes, só recebiam o remédio – comumente utilizado contra malária, lúpus e artrite reumatoide -, os pacientes infectados pelo novo coronavírus que estivessem em estado grave.

Novas pesquisas ao redor do mundo, no entanto, apontaram que o ideal era a administração do coquetel nos primeiros dias de infecção.

Foi com essa informação que entidades médicas maranhenses encaminharam documentos ao governador no fim da semana passada.

O comunista ainda chegou a desdenhar dos profissionais de saúde, anunciando, em artigo, que havia recebido “estranhos documentos” e dando a entender que não procederia à mudança do protocolo.

Mas mudou…

Por pressão, mas mudou.


7 pensou em “Adoção de novo protocolo com cloroquina no MA é vitória dos médicos

  1. Tal assertiva só poderia ser emitida por um RETARDADO MENTAL, absolutamente estulto da tua envergadura.

  2. Vitoria da população, que está desassistida e morrendo à míngua, porque o estado está abandonado, à deriva.

  3. Não há nenhum estudo que comprove que a Cloroquina combata o Coronavirus! Muito menos que a mesma seja recomendada desde o inicio
    Pelo contrario! Todos os estudos até agora atestam que ela não tem efeito contra esse vírus.
    Nada nesta postagem é verdade!
    Flavio Dino já falou que quem prescreve remédio sao os médicos, não ele.
    E o Ministerio da Saúde apenas não recomendava o uso logo no inicio, mas também nunca a proibiu.
    Muitos médicos já vinham precrevendo a Cloroquina desde março já no inicio.
    O que aconteceu agora, é que, com a queda do Mandeta e do Teich, o novo ministro da saúde mudou o protocolo e agora recomenda o uso desde o inicio. Mas como antes, isso também não é obrigado. Fica a critério de cada médico.

  4. “Novas pesquisas ao redor do mundo, no entanto, apontaram que o ideal era a administração do coquetel nos primeiros dias de infecção.”
    Que pesquisas são estas, Leda?

Os comentários estão fechados.