Após pausa por Covid-19, vereadores de Coroatá entram em recesso

Os vereadores de Coroatá estão cansados…

Nesta semana, decidiram que vão mesmo entrar em recesso parlamentar, mesmo após três meses sem trabalhar em virtude da pandemia do novo coronavírus.

A denúncia é do suplente Saddam Nunes (PRB).

Segundo ele, por conta da Covid-19 a Mesa Diretora da Casa decidiu suspender as atividades legislativas do dia 19 de março ao dia 17 de junho.

No dia 18 deste mês, foi convocada uma sessão de retorno dos trabalhos, mas por videoconferência. Depois disso, mais uma sessão, desta vez presencial. E, hoje (30), o Legislativo coroataense já entra em recesso. Segundo o Regimento Interno, a paralisação ocorrerá até o dia 1º de agosto.

Membro da oposição, Saddam Nunes bem que tentou barrar evitar isso. Protocolou uma proposta para alterar o Regimento e suspender o recesso parlamentar extraordinariamente em 2020, justificando que os três meses sem trabalhar já foram o suficiente. 

“Diante da nossa realidade, de sessões uma vez por semana, apenas quatro sessões por mês, o povo exige que sejamos eficientes e que valorizemos os recursos públicos. Sinceramente, não há espaço para se falar em férias. Temos muito a discutir, muitas matérias para votar, muito para fazer”, destacou.

Apesar da tentativa, o presidente da Câmara, Junior Buhatem (PDT), não levou a proposta para votação.

Nunes e os vereadores de oposição, que são minoria na Casa, afirmar que a decisão é uma manobra da base governista para barrar denúncias contra a gestão do prefeito Luís da Amovelar Filho (PT) e contra o próprio comando da Casa.


1 pensou em “Após pausa por Covid-19, vereadores de Coroatá entram em recesso

  1. A preocupação desses chupins em pegar covid 19 é só no ambiente de trabalho, mas participam de bebedeiras , churrascos e outras atividades recreativas normalmente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *