Simplício e empresa americana avançam para implantar refinaria no MA

Pensando na necessidade e capacidade do Maranhão receber um projeto de refino de petróleo e produção de derivados da substância, o secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, intensifica diálogos com a empresa americana Oil Group, que já anunciou a pretensão de construir seis refinarias no Brasil, inclusive no Maranhão.

O Maranhão está entre o estudo de viabilidade econômica da empresa destinado a construção de quatro maiores refinarias do total de seis unidades planejadas para o país, com investimentos totais de US$ 2 bilhões. As unidades maiores terão capacidade de 20 mil a 30 mil barris diários e serão instaladas próximas a portos. As duas menores terão capacidade de 3 mil a 5 mil barris diários, próximas à produção terrestre de petróleo.

As tratativas acontecem desde 2017 e no fim do ano passado, Simplício Araújo esteve na França para conhecer e debater pessoalmente a viabilidade do projeto com representantes da empresa. “Estamos buscando consolidar esse investimento no Maranhão. Ele será favorável para aquecer a indústria de petróleo local e nacional, para aumentar a competitividade e o abastecimento, diminuir custos logísticos, potencializar a produção, fomentar a economia e, principalmente, será fonte de renda para muitos maranhenses”, destacou.

O projeto do Oil Group já está avançando no Rio de Janeiro, no Porto do Açu e será executado pela Entrepose e Axens, onde o grupo busca reproduzir a mesma estrutura no Maranhão e Espírito Santo. A quarta e as duas unidades menores ainda não possuem localização, mas os estudos estão entre a Bahia e Sergipe.

Simplício Araújo acredita que a localização estratégica do Estado ajudou a atrair esse e outros grandes investimentos. “A localização do Maranhão é estratégica na logística e principalmente para os portos situados no Sul, principal acesso para combustíveis destinados a grande parte de todo o país”.

Os portos maranhenses contam com o melhor calado do arco norte liderados pelo Porto de Itaqui e estão estrategicamente próximos ao golfo do México, grandes descobertas da Guiana e entre potenciais bacias petrolíferas da margem equatorial brasileira como Foz do Amazonas, Para-Maranhão e Barreirinhas.


6 pensou em “Simplício e empresa americana avançam para implantar refinaria no MA

  1. Essa história e ilusão de refinaria no
    estado Maranhão já é conhecida, basta lembrar a tal que seria construída no município de Bacabeira.
    Esta empresa Oil, do ramo petrolíferifico tem um projeto de instalar seis bases no Brasil, PROJETO, esta análise com certeza vai passar por cidades de melhor logística a exemplo de Florianópolis, Santos, para citar só duas.
    Isso é brincar com a inteligência do povo deste Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *