VÍDEO! Irmãs pedem ajuda contra despejo de lanchonete na Cohab

Um grupo de três irmãs, filhas do proprietário da lanchonete Lanchic, uniu-se e divulgou um vídeo nas redes pedindo ajuda contra o despejo do trailer onde funciona o negócio.

Segundo elas, n dia 30 de julho a Prefeitura de São Luís entregou-lhes uma ordem de despejo do local, a ser cumprida em três dias – ou seja, amanhã (2).

Ocorre que a lanchonete está fixa e a remoção só seria possível com demolição de toda a estrutura. “Só precisamos que esse vídeo chegue às autoridades”, pedem elas.

O empreendimento funciona no mesmo ponto há 25 anos.


11 pensou em “VÍDEO! Irmãs pedem ajuda contra despejo de lanchonete na Cohab

  1. tá no lugar público, as praças estão cheias de lanchonetes, no cruzeiro do anil a praça é pequena, a vereadora […], fez 03 lanchonetes na praça com se fosse dona do terreno público….tem que sai….já teve tempo para comprar ou alugar um local…..praça é pública….

  2. Isso é uma vergonha,uma falta de humanidade com essas moças empreendedora e que naturalmente geram oportunidades a outras. Esse prefeito, metido a filho de Deus e sua equipe,composta de muitos incompetentes,sem visão de empreendedorismo, estão acabando com a vida não de três jovens,mas de muitos que precisam levar o pão para casa todos os dias. O prefeito e sua equipe andam desnorteados ,sem visão e bussola, existe um problema mais grave do que o local dessas moças,é no birro do Filipinho,as barracas ficam no meio da avenida onde trafegam muitos ônibus,podendo ocasionar ,que Deus os livre,um grande acidente ,caso algum veículo faça alguma ultrapassagem irresponsável e isso eles não olham. O prefeito e seus auxiliares,não tem competência e não sabem como gerar oportunidades para geração de renda e oportunidade na cidade. Espero que no futuro, o feitiço não vire contra o feiticeiro e esse prefeito possa ser incomodado pelas mesma pessoas que perseguem os pobres trabalhadores .Atualmente,temos o exemplo do Cabral no Rio de Janeiros,que foi preso pelo seus próprios agente. Salve Deus!

    • Em muitas praças existe esse tipo de atividade, não questiono a legalidade. Na Praça João Lisboa existiam bancas de revistas há mais de 50 anos, assim como nas praças de outras capitais e Edivaldo Holanda mandou retirar essas bancas. Esse prefeito é insensível com os trabalhadores autônomos. Ainda bem que o mandato dele está chegando ao fim.

  3. As praças da cohab viraram áreas privadas. Tais empreendimentos estão no local errado. Esses espaços tem funcionalidade totalmente diferente frente à situação. A praça do rodão não tem mais espaço para outra coisa, está cheia de trailers e até contêiner tem lá. É preciso o poder público restabeler a ordem nesses espaços. Na av. 02 e na 04 tem até lava jato nessas praças. Uma molecagem isso……tem que sair mesmo. Sáo Luís já é uma cidade desorganizada em vários aspectos.

  4. Vamos dar o troco é agora nas eleições municipais, vamos eleger Eduardo Braide e vamos desempregar oitenta por cento desses vereadores que não fazem nada. Muda minha ilha rebelde!!!

  5. Vitimismo e pieguice a parte, o local e publico e nunca deveria ter sido construído nada la. Este dia ia chegar e o proprietário sabia e, ao invés de ter se preparado, prefere este melodrama. O descaso de anos do pdt na prefeitura levou a isso.
    O certo e abrir um espaço para este tipo de negocio e cobrar as taxas.

  6. Moças direitas, trabalhadeiras. Um bom exemplo pra outras jovens de São Luís! Elas têm uma boa articulação da voz, quem sabe poderiam ser repórteres, comunicadoras, atrizes, professoras etc., etc. Mas não podem perder o seu digno sustento diário?? O prefeito, seu pai, apoiadores, todos evangélicos, impossível não se sensibilizarem com esta situação.

  7. Pingback: 'Ambulantes não são criminosos', diz Yglésio ao comentar geração de emprego e renda - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *