Roseana, Flávio Dino e Jackson Lago

A aproximação entre o MDB, da ex-governadora Roseana Sarney, e o campo mais ligado ao governador Flávio Dino (PCdoB) faz lembrar um movimento parecido ocorrido há exatos 20 anos.

Em 2000, já então sonhando com voos mais altos, Roseana aliou-se a Jackson Lago (PDT) na eleição de São Luís.

Começava a aparar, ali, as arestas locais que lhe dariam tranquilidade para tocar um projeto nacional.

Em 2020, Dino faz algo parecido. Ao liberar seu grupo para dialogar com o MDB e os Sarney (saiba mais), tenta apaziguar os ânimos no Maranhão, de olho numa candidatura a presidente em 2020.

São épocas e conjunturas totalmente diferentes. Mas é difícil não relacionar os dois fatos.

Principalmente se Roseana e Flávio Dino, por alguma contingência política, estiverem no mesmo palanque na capital do Estado neste ano.


5 pensou em “Roseana, Flávio Dino e Jackson Lago

  1. Mais uma gestão municipal que está indo embora sem direcionar nenhuma ação para as ruas do Loteamento Novo Turu, próximas ao Motel Afrodite e Boate Zero Um, no Turu.
    São ruas totalmente desprovidas de ações do poder público municipal e estadual.
    Sem saneamento básico, esgoto correndo a céu aberto, terrenos sem muros e calçadas, lixo, mato, sem asfalto, etc.
    De nada adiantou essa parceria entre o governo estadual e Municipal.
    Jamais recebemos a visita de nenhum vereador ou prefeito.
    Acabou a história de que essa área pertence a São José de Ribamar.
    Pagamos nossos impostos e votamos em São Luís.
    É puro descaso mesmo.
    Atenção senhores candidatos, atendam as nossas necessidades antes das eleições e votaremos em vocês.

  2. Excelente colocação, com a qual concordo plenamente, só queria adicionar dois cometários: 1) Flávio Dino tem um teto de vidro muito mais frágil do que Roseana, acredito eu, o dela foi o caso da Lunus, que enterrou as chances dela tentar ser Presidente. O governo comunista está cheio de problemas e investigações, basta escolher uma; 2) Roseana tinha uma imagem muito mais chance á época do que o sonhador comunista…
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *