Na Praça Deodoro, tudo tranquilo…

A população de São Luís está, desde a noite de ontem (24), sobressaltada em virtude de uma onda de violência de tomou contornos brutais diante da naturalidade com que criminosos começaram a executar seus alvos no meio da rua, numa aparente retomada da guerra de facções pelo controle do tráfico de drogas na Ilha.

O caso é grave, demanda atenção urgente das forças de segurança.

Foram 9 assassinatos em 12h na Região Metropolitana. Muitos deles à vista de várias testemunhas.

Os bandidos também não se constrangem de filmar suas armas de grosso calibre e as exibir em redes sociais. Mas os comunistas do Maranhão – membros do governo, ou não – parecem pouco preocupados com isso.

Passaram o dia de hoje atacando jornalistas e veículos de comunicação – o Blog do Gilberto Léda, inclusive, como se vê na imagem acima – por conta do equívoco de se haver noticiado uma décima execução, na Praça Deodoro. Já se sabe que nada houve lá, além de uma acidente automobilístico (saiba mais).

Além disso, o comunismo maranhense ataca concursados da PM que, diante da escalada da violência, cobram do governador Flávio Dino (PCdoB), nomeação. Alguns passaram do ponto, cometeram excessos verborrágicos. Dino sentiu-se ameaçado, e mandou investigar.

Tudo parte de uma mal tramada estratégia.

Enquanto a cidade se vê acuada, o governo (junto com seus satélites) mira num equívoco da imprensa e numa suposta ameaça de morte para tentar desviar o foco.

“Não houve assassinato na Deodoro”, gritam.

Como se ali ao lado, em frente ao Corpo de Bombeiros, próximo ao Parque do Bom Menino, não houvessem executado outra vítima horas antes do acidente na praça.

A cidade está com medo.

Há uma guerra de facções em curso.

O crime não se constrange de abater suas vítimas no meio da rua.

Mas tá tudo bem.

Não mataram ninguém na Praça Deodoro.


2 pensou em “Na Praça Deodoro, tudo tranquilo…

  1. Crônicas de uma tragêdia anunciada. Luis Pedrosa já vinha alertando para isso a tempos e era evidente que teve algo de podre na pacificação instantânea de pedrinhas logo após o sapo buchudo do MA ter ganhando em 2014.
    Com marginais, ainda mais organizados, não deve ter acordo, isto é um absurdo imensurável e não tem como controlar. A mesma coisa está acontecendo no CE e demais estados do nordeste e norte com viés de esquerda e suas filosofias sociais furadas.
    Em tempo: Deve-se haver uma mudança geral nas leis penais do BR também.

  2. Pingback: Governador faz apelo para que a população não divulgue “fake news” sobre violência em São Luís | Maranhão Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *