Defensora que pediu lockdown e culpou população por ‘relaxamento’ curtiu Europa na pandemia

A defensora pública estadual Clarice Binda, titular do Núcleo de Direitos Humanos da DPE e uma das signatárias do pedido de decretação de lockdown de 14 dias em todos os municípios do Maranhão, curtiu alguns dias entre a França e a Itália, no ano passado, em meio à pandemia.

Ela viajou à Europa em setembro.

Nesse período, esteve em Paris, Saint-Tropez, Cannes e Florença, segundo publicações em sua página pessoal no Instagram.

Em alguns dos registros, aparece desfrutando de estabelecimentos comerciais como bares, restaurantes e cafés, ou de praias, sem máscara.

França e Itália são dois dos países mais atingidos pela Covid-19 em todo o mundo.

Quatro meses depois, já no Maranhão, Clarice Binda assina um pedido para que a Justiça decrete novo lockdown no Maranhão – desta vez, no entanto, não apenas na Grande Ilha, mas em todo o estado. E usa como um dos argumentos o fato de que a população relaxou em relação às medidas sanitárias.

“Ocorre Exa. que, infelizmente, com o passar do tempo, o cenário de controle da pandemia no estado do Maranhão mudou. Nos últimos meses, com a estabilização do contágio, houve uma flexibilização das medidas de restrição de circulação e, principalmente, devido as festividades do fim do ano de 2020, a população passou a viver como se o vírus não estivesse mais em circulação no nosso estado”, destacam Binda e seus colegas defensores na peça.

Se isso não for, no mínimo, incoerente.

Em tempo: o Blog do Gilberto Léda procurou a defensora pública Clarice Binda para ouvi-la a respeito do assunto, mas ela ainda não se manifestou. O espaço está aberto.


18 pensou em “Defensora que pediu lockdown e culpou população por ‘relaxamento’ curtiu Europa na pandemia

  1. Ridícula, jogou o nome na lama, culpa os outros por sua incompetência e medo de questionar o governo para o cumprimento das medidas de segurança durante as eleições, e o pior, nada se fala sobre termos menos da metade dos leitos que tínhamos durante o primeiro lockdown! VERGONHA!

  2. Mais 3 bajuladores que ficarão desmoralizados no MA por quererem ser servis ao pior governo da história do estado. Primeiro foi aquele promotor de justiça que queria prender secretários do Governo Roseana no Caso Sefaz, depois foi o folclórico juiz do lockdow. Sem se falar que o comuna vai deixar um bocado de seus assessores encalacrados respondendo a investigações e ações por supostos atos de improbidade administrativa.

      • Concordo Gilberto,quem decide é Justiça,e tem mais não vejo nada de mais ela viajar para onde quizer,a vida é dela e só está cumrpindo seu dever,quando pede o lockdow.Quem deveria sim ser punido são os(as)babacas que fazem aglomeração,disseminam o virus e levam para o restante da sociedade,inclusive a propria famíla.

  3. Muita hipocrisia. Ganha bem, quer fazer média. Sou servidor e ganho bem, mas não quero que lock down algum. Penso em.nossos irmãos da iniciativa privada. Era cômodo para mim com oficial da PM torcer a favor. Mas não sou hipócrita.

  4. Isso é o cúmulo da hipocrisia, lockdown para todos, deixem os parques livres para ela curtir com […] todo final de semana. Isso é pensamento orgulhoso e egoísta. Defensor público que […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *