Wellington exalta auxílio emergencial de Braide e repudia omissão de Dino

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) posicionou-se, na manhã deste sábado (20), a respeito da decisão do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), de criar um auxílio emergencial municipal para socorrer artistas e agremiações atingidos pelo cancelamento do Carnaval em virdtude da pandemia da Covid-19.

O projeto que institui o auxílio emergencial já foi encaminhado à Câmara e deve ser votado nos próximos dias (saiba mais).

Ao abordar a proposta, o deputado Wellington destacou a postura ativa do prefeito Eduardo Braide e lamentou a omissão de Flávio Dino que, mesmo com R$683 milhões acumulados, não tem iniciativa alguma.

“É com alegria que recebo a notícia de proposta de implantação do auxílio emergencial cultural. Em um momento marcado pelo desemprego, medidas como essa do prefeito Eduardo Braide demonstram a sensibilidade de que a população necessita. Como deputado estadual, na Assembleia Legislativa, sigo firme na solicitação para que o governador Flávio Dino também siga esse exemplo e adote medidas no âmbito estadual. Atualmente, há cerca de R$ 683 milhões acumulados no Fundo Maranhense de Combate à Pobreza, o FUMACOP, mas o governador segue calado. Nos últimos anos, a pobreza cresceu no Maranhão. Flávio Dino permanece omisso. Sigo atento para reconhecer ações importantes e, também, para reconhecer uma atuação que faz a diferença na vida das pessoas. É por isso que Flávio Dino tinha medo que EU ou o Braide fossemos prefeito de São Luís, por que ele sabía que temos ATITUDE PARA FAZER e que a população ia acordar, pois ele (Flávio Dino) é só propaganda com dinheiro público para mostrar um Maranhão que não existe. Portanto, parabenizo aqui ao prefeito Eduardo Braide e reafirmo o meu compromisso em defender sempre a população de São Luís”, disse o deputado Wellington.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *