Saiba quanto o MA já contraiu em empréstimos na gestão Flávio Dino

A autorização, dada pela Assembleia Legislativa, para que o Governo do Maranhão contraia mais um empréstimo gerou uma dúvida entre nossos leitores: quantos empréstimos, a gestão Flávio Dino (PCdoB) já contratou desde que assumiu o comando do Estado? E de quanto são essas dívidas?

O Blog do Gilberto Léda fez o levantamento.

No total, assim que assinar contrato com o BRB – agora com aval do Legislativo (leia mais)-, o governo comunista chegará à soma de R$ 1,1 bilhão emprestados de bancos .

Antes desse, a administração dinista já havia contraído outros cinco empréstimos.

O primeiro dos financiamentos contratados pelo governo foi autorizado pela Assembleia em abril de 2016: R$ 55,2 milhões da Caixa Econômica Federal para obras em São Luís.

Meses depois, em julho do mesmo ano, novo pedido de autorização: R$ 400 milhões da Corporação Andina de Fomento (CAF), o Banco de Desenvolvimento da América Latina.

Em novembro, ainda de 2016, foi autorizado um empréstimo de R$ 444 milhões da Caixa Econômica Federal (CEF), para “obras importantes de infraestrutura”, segundo anunciou à época o então secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry (PCdoB), hoje titular da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano.

Em dezembro do mesmo ano, a Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei autorizando o governo a tomar um empréstimo de R$ 55 milhões do Banco do Brasil para compra de motoniveladoras.

Em 2019, foi contraído um de US$ 35 milhões (algo em torno de R$ 136 milhões em valores da época), com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) – reveja.

No mesmo ano, o governo pediu, ainda, autorização para empréstimo de R$ 623 milhões, para pagamento de precatórios – mas esse valor ainda não chegou a ser contratado, porque não há linha de crédito específica para esse fim no Brasil (saiba mais). O caso está no STF.


6 pensou em “Saiba quanto o MA já contraiu em empréstimos na gestão Flávio Dino

  1. Mais de 1 bi, quase tudo investido em infraestrutura. Quem vê pensa que tivemos o maior programa de construção de obras importantes na história do Maranhão. Mas foi só o mais caro mesmo, se alguém lembrar de alguma obra importante que justifique esse gasto…

    • Além disso, Flávio Dino deixou de pagar um monumental empréstimo em face da Pandemia e arrotava com sua mídia que iria transformar o Maranhão num grandioso canteiro de obras nos 4 últimos meses do ano? Deveria ser representado no STJ por esse fake news.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *