Soldado que matou ex-mulher é expulso da Polícia Militar do MA

Carlos Eduardo Pereira não é mais soldado da Polícia Militar do Maranhão.

Acusado do assassinato a ex-mulher, Bruna Lícia Fonseca Pereira, 23, e do suposto namorado dela, José William dos Santos Silva, 24, na Vicente Fialho, em janeiro de 2020 (reveja), o soldado teve sua expulsão confirmada no Diário Oficial do Estado.

Bruna Lícia Pereira e José Willian dos Santos foram assassinados no quarto do apartamento onde ela viveu com o, agora, ex-PM (saiba mais).


4 pensou em “Soldado que matou ex-mulher é expulso da Polícia Militar do MA

  1. E o ex-deputado que agrediu a esposa de firma violenta recebeu alguma punição?. Certamente o processo deve estar deitado em berço esplêndido. Nao concordo com o assassinato que esse policial cometeu, mas Luis Moura que.cometeu muitos crimes e foi condenado pela decisão do juri, hoje está em liberdade e retornou ao cargo de delegado mediante decisão do Tribunal de Justiça.

  2. Se matou é assassino, a polícia não é lugar de bandido, tem que ser expulso mesmo. Outra coisa, tem que ser julgado, condenado e ficar na cadeia durante muitos anos pra pagar pelo duplo assassinato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *