Covid-19: MP investiga vacinação de morta em Barra do Corda

O Ministério Público do Maranhão abriu uma investigação para apurar suspeita de que uma pessoa morta teria sido vacinada contra a Covid-19 em Barra do Corda, interior do Maranhão.

O procedimento está sob a responsabilidade do promotor Guaracy Figueiredo.

Segundo ele, a possibilidade foi levantada a partir de um cruzamento de informações feito pela CGU entre o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) e o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM).

Após a busca, detectou-se que na lista de já vacinados constava o nome de uma mulher já falecida.

Segundo o promotor, a suspeita carce de verificação in loco, o que justifica a investigação.

“As informações resultantes de cruzamentos de sistemas carecem de verificação in loco para se confirmar ou refutar eventuais situações que não foram identificadas pelossistemas e que podem resultar em um falso positivo”, destaca ele.

A Secretaria de Saúde de Barra do Corda já foi notificada a prestar esclarecimentos.

Desvio

Essa não é a primeira irregularidade denunciada na vacinação na cidade.

No mês de março, a Polícia Federal instaurou inquérito para apurar a conduta de uma técnica de enfermagem da Saúde Indígena do Polo Base de Barra do Corda que teria desviado doses da vacina CoronaVac destinada à imunização da população indígena e aplicou em três familiares (saiba mais).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *