Yglésio quer dados sobre estado de ônibus em circulação em SLZ

Os dois casos de incêndio em ônibus na capital, ocorridos nos últimos dias, repercutiram na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), em face disso, nesta sexta-feira (24), solicitou à Prefeitura de São Luís e à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT a fixação de adesivos na frente externa dos veículos, informando a data da última revisão.

O deputado disse que a solicitação visa garantir mais segurança às pessoas, informando a todos sobre a atual situação dos coletivos que estão sendo utilizados.

“A nossa indicação tem o objetivo de garantir mais segurança aos usuários do transporte público de São Luís e região metropolitana, em face dos dois últimos casos que, felizmente, não tiveram vítimas, além do cenário em que a frota tem sido renovada com pouquíssima velocidade. A população, além de pagar uma tarifa cara, ainda é obrigada a pegar ônibus antigos e mal estruturados. Infelizmente, há casos de empresas que ainda conseguiram, na justiça, fazer circular ônibus com mais de 10 anos”, afirmou.

_______________Leia mais
SMTT diz que empresas devem fazer recall de ônibus em SLZ

Se acatada, a medida do deputado, fazendo com que as empresas tenham que dar esse tipo de informação, deve contribuir para a atuação dos órgãos de fiscalização e controle.

Uma fatia considerável da frota em circulação ainda é composta por ônibus antigos, alguns com mais de dez anos de fabricação e uso, estando mais propensos a apresentar problemas que ofereçam riscos à vida das pessoas. Os veículos destruídos pelas chamas, em SL, inclusive, faziam parte dessa frota.


4 pensou em “Yglésio quer dados sobre estado de ônibus em circulação em SLZ

  1. Olha isso hoje fiquei me questionando. Entrei em um ônibus todo velho. Motorista brigando com o ônibus. E a classificação do ônibus era A. Acredito que a letra a seja sinônimo de ônibus bom. Mais se um ônibus velho como esse de hoje e caindo aos pedaços leva um A. Sei lá qual o critério.

  2. 1- A licitação foi fracasso p o usuário de onibus de SLZ( Não há fiscalização, nem mais obrigatoriedade de manutenção dos ônibus atualmente.
    Empresários 1×0 Usuários
    2-Nenhum ônibus hoje, tem ar condicionado funcionando, e assim, os usuários foram os maiores prejudicados
    Empresários 2×0 Usuários
    3- Ônibus com mais de 10 anos de fabricação circulam livremente no sistema, com aval da justiça, contrariando norma da licitação, mesmo não havendo diminuição da demanda, e ainda com ajuda financeira do governo federal.
    Empresários 3×0 Usuários.
    Isso pra contar apenas esses poucos aspectos. Não é especulação, nem choro; É conhecimento de perto da situação. Resumo: Os empresários estão tendo sua responsabilidade aliviada, e sendo paga pelo usuário. Já passou da hora da prefeitura começar a corrigir todos esses problemas e se posicionar pelo direito de quem depende do sistema de transporte publico de SLZ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *