Roberto Rocha pode ser processado por comentário transfóbico

O senador Roberto Rocha pode ser alvo de processos da Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA), da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e do Ministério Público após ter feito comentário considerado transfóbico nas redes sociais na terça-feira, 26.

Ele foi denunciado aos três órgão pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpo) depois de criticar uma peça publicitária do Governo do Maranhão que tem como estrela Alex Brito, a “Bota Pó”, uma jovem trans de 16 anos, moradora de Bacabal, que faz sucesso nas redes sociais com um perfil de humor, no qual e também ensina técnicas de maquiagem.

Numa postagem nas redes, já retirada do ar após a repercussão negativa do caso, o senador disse não questionar se a peça faz “apologia a homossexualidade ou não”, mas apontou que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) deveria ter escolhido, em vez da digital influencer trans “um maranhense que tenha se destacado em alguma área”, não “um jovem homossexual assumido fazendo o papel de menina”.

“Lamentável essa situação na qual passamos. Nada contra a opção sexual de alguém. Agora querer obrigar a aceitação desta opção de alguns como regra e apologia a prática homossexual isso não dá para aceitar!!!”, escreveu ele.

Em nota, Roberto Rocha disse que não teve intenção de ofender a digital influenciar, e que sua crítica foi direcionada “única e exclusivamente ao Governo do Maranhão”.

“Propagandas existem para influenciar pessoas. E não acho correto que o dinheiro público seja utilizado para influenciar crianças, mesmo que indiretamente, em relação a um assunto tão delicado e complexo”, declarou.

Reação

Também nas redes, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT), criticou o posicionamento do parlamentar.

“O Alex Brito, conhecido no meio virtual como Bota Pó, tem 16 anos e é estudante da Rede Pública Estadual, do interior do Maranhão. Foi escolhido para estrelar a campanha por esse critério e pela sua vida dinâmica, que casa com a proposta da plataforma. O mote da campanha é “ você pode estudar em qualquer lugar”. Por que não o escolheríamos? Sua orientação sexual em nada fere a nossa campanha e o objetivo dela. Não aprovo a postura do senador Roberto Rocha”, declarou.


13 pensou em “Roberto Rocha pode ser processado por comentário transfóbico

    • A fadinha não. Ele tem uma família estruturada, respeita os pais, conseguiu evidência por competência, dedicação, mérito e dom. Não foi por ser uma aberração ou desajustada. Não por chocar ou chamar atenção pelo ridículo. Não se encaixa no ideal e modelo esquerdopata. Não faz parte da fauna esquerdista, pelo contrário.

  1. O senador Roberto Rocha a partir de hoje tem o meu respeito!! Isso é uma afronta as famílias, Flávio Dino perdeu meu voto para senador. Quero ver as igrejas se posicionarem, ou melhor, os líderes delas. Senadora Eliziane o que a senhora diz disso??

  2. Isso é extremamente ridículo, as pessoas não podem mais falar ou se manifestar sobre o que pensa, ou seja temos que falar o que os outros querem ouvir, isso é de uma tristeza enorme, e ai me vem uma secretaria inoperante querendo lacrar pra cima das pessoas que falam o que pensam, e ai vem um questionamento sobre o que falou o senador que em nada mentiu apenas emitiu uma opinião, e ai vem a pergunta: QUEM É MESMO ALEX BRITO, A “BOTA PÓ”? FEZ OU FAZ O QUE MESMO PRA TANTO DESTAQUE?, ESTUDOU OU ESTUDA? OU O SEU MAIOR ATRIBUTO É MESMO SER HOMOSSEXUAL E INFLUENCER TRANS?
    Isso é simplesmente inaceitável

  3. “Bem que poderia ser a Fadinha”
    Creio contudo que Ela não aceitaria, vez que o poder público estadual não apoia verdadeiramente a educação, o esporte e seus atletas, apenas faz politicalha nessas matérias sensíveis à elevação cultural de nosso povo sofrido.
    Nota zero para dino e seus secretários capachos.

  4. Alguém sabe quem é a maranhense Júlia Vieira, aluna de Imperatriz, que tirou nota 1.000 em redação no ENEM 2020, ficando entre os 28 candidatos que tiraram nota máxima a nível nacional? Claro que não, pois o importante é “lacrar” e “sambar na cara da sociedade”.

    * Clique em Diário Codoense e obtenha notícias de Codó.

  5. Foi só uma questão de opinião, mas os lacradores desvirtuam tudo. Toma cuidado, Gilberto. Pode ser com você amanhã. Os Mimizentos estão dominando o mundo e já ultrapassaram o número de puxa saco.

    Ahhh…estou com o Senador…assino embaixo!

  6. Essa fala do Roberto Rocha já é ridícula para um cidadão comum, mas para um senador da República extrapola todos os limites do razoável.
    Fala que parece ter saído do século passado, preconceituosa, idiota, burra.
    Só posso achar que ele joga pra esse eleitorado que saiu do esgoto em 2018. Eleitorado de “conservadores” de masculinidade frágil e que acham que família é só a deles e no modelo tradicional: papai, mamãe, filhos e amantes (por vezes trans).

  7. O Maranhão inteiro está com o senador Roberto Rocha nessa polêmica, o nosso futuro governador.

    Chega de “qualhiragem” e de um governo errático tentar se aproveitar politicamente de uma triste situação!

  8. Nada com os trans, porém, o mundo “progressista” vem tentando utilizar, subliminarmente, a imagem das minorias, como se, elas fossem o “padrão a ser seguido”. Para a propaganda, se o tema é educação, alguém exemplo em educação, deveria ter sido escolhido… Enfim, essa foi só minha opinião (enquanto ainda permitem-me expressar)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *