12 pensou em “VÍDEO! Daniella Tema é alvo de abordagem da PMMA

  1. em relação a revista acho normal ouvi a Daniela dizer isso é absurdo porque absurdo só pelo fato de ser deputada não pode parar em blitz esse país tem mesmo e que mudar essa políticos que acham que mandato é eterno.

  2. Foi nada. Foi nada. Se jogou, se jogou. Esperou o contato. O contato veio, viu que a polícia estava  marcando tudo (…). Esperta foi até a polícia que não marcou nada. E pediu pra abrir a bolsa 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

  3. Qual o problema dela ou qualquer outro cidadão ser revistado…há ela não gostou porque é deputada. Pois é, todos são iguais perante a lei…se não houve abuso ou outro tipo de ilícito na abordagem, nada contra os policiais…apenas cumpriram com seu MISTER dever.

  4. SE essa operação fosse em um país realmente SÉRIO como os EUA, estavam todos “pianinhos” se borrando pra não serem presos. Não davam um pio sequer. Polícia agiu mais que corretamente! Ninguém é diferente de ninguém.

  5. Polícia fazendo o trabalho dentro da normalidade, não achei demais nessa abordagem, Polícia trabalhando normal, Deputada não precisa stress só por causa de uma revista normal.

  6. Realmente a abordagem policial está embasada na lei mas se tratando de uma deputada em um território da atuação política do qual a deputada faz com certeza foi desnecessária a abordagem, agora saber quem fez essa perseguição q é a pergunta?

  7. A Ilustre Deputada, não está acima da Lei. Pelo que vi, a revista, foi normal e respeitosa. Parabéns, aos policiais. É preciso acabar com esses falsos privilégios.

  8. Quando eu sou abordado da forma que esses polícias fizeram a abordagem tem que aplaudir. Agora só pq a mulher tá num cartão i e esposa de um político i e política qual foi a falha dos polícias não seria mas interessante ao leitor fica sabendo o
    Aonde essa parlamenta tem trabalhado i divulgar.

  9. Na minha opinião a abordagem foi de forma tranquila e respeitosa,o policial explicou que ela não seria revistada por não ter uma policial feminina pra assim o fazê-lo,mas que o carro seria revistado

    Acredito que faltou foi um pouco de respeito da parte da nobre deputada,pois o dois são agentes públicos,e ele estava apenas realizando o trabalho dele e ela como agente pública(deputada) deveria se sentir segura pois as forças de segurança estão trabalhando pro bem da população da cidade dela,independente de quem seja

    Se não fazem as fiscalizações reclamam o aumento da criminalidade

    Se fazem reclamam por terem sido abordados

    O cidadão passa por isso todo dia nas periferias e até com certa truculência e não vejo essa cobertura de alguns blogs

    Pra mim foi uma abordagem comum.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *