Para Gastão, Brandão tem condições de ser governador do MA

Nesta segunda-feira (13), o deputado-federal Gastão Vieira, em entrevista a Jorge Aragão, ao Ponto Final, na Mirante AM, tratou de diversos assuntos como a votação da PEC dos Precatórios e do Fundeb. Além disso, o parlamentar também avaliou o cenário da disputa ao governo do Maranhão em 2022.

Sobre a PEC dos Precatórios, Gastão disse que o presidente da Câmara, Arthur Lira, pode colocar a proposta para votação antes do recesso da casa nesse fim da ano, ainda nesta semana, mas acredita que existem pontos que a câmara não vai acatar e a votação pode não acontecer.

Em relação ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), Gastão Vieira explicou que as alterações na Lei só serão feitas em 2023, quando tivermos um novo governo. Por agora, foram apenas definidos os profissionais que são contemplados por essa lei.

A nível de Maranhão, o deputado federal, analisou a disputada entre os pré-candidatos governistas à chefia do executivo estadual. Para Gastão é preciso ter uma liderança nesse grupo, para que se tenha êxito no pleito. Caso isso não fique definido e o grupo rachar, o parlamentar acrescenta que poderemos ter uma surpresa.

“Eu acho que temos que ter um líder. Eu aprendi no grupo que pertenci a vida inteira que nós ganhamos duas eleições com todas as dificuldades que elas apresentavam. Uma do governador Lobão contra João Castelo e uma do governador Zé Reinaldo que tinha 4% das intenções de voto e terminou vitorioso. Alguém tem que conduzir. Você tem que pensar para frente: Eu sou mais novo, tem que esperar, não tem que esperar, o que eu ganho vindo pra cá ou indo pra lá. Se não tiver uma liderança e o grupo marchar desunido, o inesperado pode fazer uma surpresa”, afirmou o parlamentar.

Gastão também defendeu a preferência de Flávio Dino pelo vice-governador Carlos Brandão como candidato e destacou que Brandão reúne as condições para ser um governador maduro.

“Eu vou seguir a decisão do Governador Flávio Dino. Agora, mais claramente, eu sinto que tendência definitiva dele é apoiar o Carlos Brandão, que conseguiu por uma série de fatores conquistar a confiança do governador. E eu pessoalmente acho que Brandão tem uma visão do estado interessante. A gente tem que investir, usar crédito de carbono, tem que aumentar a receita. Nesse ponto eu acho que ele tem todas as condições de ser um governador mais maduro. Agora, não dá para não ter um líder”, disse Gastão Vieira.

Clique aqui e ouça a entrevista na íntegra.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.