Vereador é preso acusado de fraudes bancárias em Davinópolis

Um vereador de Davinópolis foi preso na tarde de ontem, 7, acusado de participar de um esquema de fraudes em bancárias.

Edson Lima Leal, o Buguila, é filiado ao PDT e, segundo investigações do Núcleo Especial de Combate aos Crimes Cibernéticos (Ncyber) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), é suspeito de ter ligação com um casal preso em Goiânia (GO) no dia 31 de março. O político seria um dos responsáveis por indicar pessoas dispostas a cederem suas contas bancárias para o depósito e saque dos valores obtidos por meio da fraude.

A ação é um desdobramento da Operação Testa de Ferro, que desarticulou organização criminosa que teria causado prejuízo de R$ 4 milhões a uma instituição financeira, e contou com parceria da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf) da Polícia Civil do Distrito Federal.

As apurações começaram em 2019, quando a PCDF prendeu pessoas que realizavam saques, transferências e conversão de moeda nacional em dólar em uma agência bancária. Foi descoberto que elas eram a base da pirâmide da organização e emprestavam suas contas para serem beneficiadas com o dinheiro do furto. Em um segundo patamar, havia os recrutadores de conta bancária e, acima deles, os gerentes de operações.

Com informações do Metrópoles.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.