CREA-MA fiscaliza ‘Estrada da Morte’, no Araçagi

Representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) realizaram, na segunda-feira, 11, uma ação de fiscalização na MA-203, no Araçagi.

A via vem sendo chamada de “Estrada da Morte”, em virtude da quantidade absurda de acidentes ocorridos no local desde a conclusão de uma obra do Governo do Estado.

A obra implantou na via duas faixas exclusivas para ônibus, o que culminou com o estreitamento das faixas de rolamento para veículos comuns.

O resultado são diversos acidentes todos os dias. Nos fins de semana, com chuva nesse início de ano e muita gente dirigindo alcoolizada, os estragos são ainda maiores.

Segundo o Crea-MA, “foram identificados diversos pontos de atenção” na rodovia.

Vale aguardar quais serão as providências…


6 pensou em “CREA-MA fiscaliza ‘Estrada da Morte’, no Araçagi

    • Essa obra do BRT/Araçagy foi bancada, salvo engano, com recursos oriundos de empréstimos contraídos junto à CEF e não teve um esmerado planejamento. Sendo contratada pelo Governo FD no afogadilho por intermédio de um tal de RDC (Regime Diferenciado de Contratação). Não sei se essa visita do CREA irá adiantar alguma coisa, visto que lá também está aparelhado por comunistas ligados a MJ!? A meu ver, diante de tantos rumores, quem deveria mandar periciar toda essa contratação era o MPF/MA ou a JF.

  1. O Crea tem um importante papel na sociedade. Ele que pode punir engenheiros que fazem obras de má qualidade e até cancelar registros. Esperamos que fique do lado da sociedade contra o corporativismo e a impunidade que sempre prevaleceu na categoria.

  2. Porquê o CREA não vetou o projeto? Ele, interdida qualquer puxadinho nos bairros e cobra multas pesadas. Onde estava os fiscais durante a obra?
    Fizeram uma obra absurda, por um propósito que nunca vai funcionar. Porquê não voltam atrás e voltam as paradas de ônibus para as laterais, com certeza as pessoas correrão menos riscos e o trânsito de veículos menores terá maior fluidez. Evitando esse mesmo né de acidentes
    É preciso uma ação urgente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.