PGE defende procuradora que esfaqueou “Judas Bolsonaro”

A Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (PGE-MA) emitiu nota oficial a respeito do caso em que a procuradora Renata Bessa aparece esfaqueando um Judas representando o presidente Jair Bolsonaro (PL).

O caso gerou ampla repercussão nas redes sociais.

Assim como entende o Blog do Gilberto Léda (saiba mais), a PGE aponta que não há incitação à violência no vídeo vazado e que a ação da procuradora é “legítima expressão” do seu pensamento político, manifestada em ambiente privado, familiar.

“O conteúdo do vídeo não revela qualquer ameaça ou incitação à violência, mas a legítima expressão do pensamento político da autora, que deve ser não apenas respeitado, mas protegido”, diz a nota.

Veja a íntegra acima.


13 pensou em “PGE defende procuradora que esfaqueou “Judas Bolsonaro”

      • MAS A PROCURADORA COMETEU UM ATO PIOR! MUITO MAIS QUE AMEAÇA, ELA INCITA O CRIME . A NOTA, SÓ DENOTA QUE SE TRATA DE OUTRO “ANTIFA” , DISFARÇADO DE DEMOCRATA!

      • Ou seja, dois pesos, duas medidas? A desculpa de “ambiente privado” cai por terra, a meu ver, quando o vídeo foi publicado para o mundo inteiro ver. Se chamar alguém do STF de vagabundo, pilantra ou qualquer coisa que o valha é “atentado ao Estado Democrático de Direito”, pessoas que não tem representação pois não foram eleitas (Ministros do STF) agora, esfaquear um boneco que representa o Presidente, eleito democraticamente portanto, com representatividade é normal.

  1. Corporativismo . Pessoas sem a menor moral ocupando cargos importantíssimos na Nação. Ética e respeito passaram longe da figura e de seus pares. Apoiar um ato desses é vergonhoso ainda vindo de uma instituição. Que nível chegamos.

  2. Qndo é alguém ligado ao presidente BOLSONARO , é uma zoada desgraçada …e incitação a violência, é atentado a democracia….essas DESGRAÇAS da esquerda maldita, tudo fazem e nada acontece.

  3. Essa procuradora não faz jus à função que exerce, pois demonstrou um desequilíbrio muito grande. Por menos disso um Deputado foi condenado pelo STF, mas Graças a Deus, nosso Presidente concedeu indulto a ele. Liberdade, ainda que tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.