Mais de 3 mil se encantaram no Maranhão de Reencontros no Dia das Mães

A irreverência do espetáculo teatral “Pão com Ovo” abriu a segunda edição do projeto Maranhão de Reencontros, prévia junina que segue animando a Concha Acústica Reynaldo Faray, na Concha Acústica da Lagoa, em São Luís, durante os domingos do mês de maio.

Organizado pelo governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma), pelo segundo domingo consecutivo o evento lotou o local, que reuniu mais de 3 mil pessoas, conforme informações da Polícia Civil. O público não se preocupou com a chuva e aproveitou a noite para se divertir com as piadas das personagens Dijé (Adeíson Santos) e Clarisse Milhomem (César Boaes), além de cantar e dançar ao ritmo do Boi de Nina Rodrigues e da Companhia Barrica.

Neste domingo (8), Dia das Mães, a comédia de costumes encenada pelo grupo Santa Ignorância Cia de Artes preparou uma apresentação especial em homenagem às mamães que moram no Maranhão.

“Pão com Ovo acabou de se apresentar aqui na Concha Acústica. Foi lindo! Lotado aqui no projeto Maranhão de Reencontros. Estamos em temporada em São Paulo e viemos especialmente para atender esse chamado do povo do Maranhão”, disse o ator César Boaes, que também assina a direção do espetáculo.

De acordo com o secretário de Estado da Cultura, Paulo Victor, a ideia do projeto é fazer um ‘aquecimento’ em preparação para a programação oficial do São João, que em 2022 será realizado durante dois meses, após a ausência de festas juninas por dois anos, em razão da pandemia de covid-19.

“Dia das Mães, mas ainda assim, o público maranhense lotou a Concha Acústica. Esse é o Maranhão de Reencontros, que aquece o nosso maior São João, que acontecerá aqui em São Luís e em todo o Maranhão, e será o maior São João do Brasil. Todos os domingos acontece o Maranhão de Reencontros com os grandes grupos folclóricos e aquele gostinho de saudade”, pontuou o secretário.

Público e artistas: reencontros

As toadas, o colorido e as coreografias harmonizadas do Boi de Nina Rodrigues e da Companhia Barrica também encantaram a plateia da Concha Acústica da Lagoa da Jansen. A empresária Junia Ariadne foi com a filha conferir as atrações do Maranhão de Reencontros neste domingo de Dia das Mães e aprovou as apresentações.

“Muito lindo esse Maranhão de Reencontros. Aproveitei hoje, Dia das Mães, e trouxe minha filha para conhecer um pouquinho da cultura maranhense. O povo só tem a ganhar. Parabéns ao governo do Estado que está com essa inciativa. Agora o nosso São João está realmente de volta”, elogiou a empresária.

Já a dançarina Dinara Ferreira, que volta aos palcos como índia do Boi de Nina Rodrigues após o longo hiato gerado pela crise sanitária, comemorou o “reencontro” com o público.

“A gente tá voltando depois desse tempo parado. Quando a gente entra no palco e vê o carinho do público, todo o cansaço e esforço de estar trabalhando, bordando, ensaiando se transforma em uma grande alegria. É muito contagiante”, disse Dinara Ferreira.

Mais Renda e mais alegria

“Maravilhoso!”. Essa foi a expressão que a microempreendedora Antonia Ribeiro usou para descrever a sua sensação ao participar do projeto Maranhão de Reencontros, por meio do programa Mais Renda, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes).

Antonia é uma das 10 beneficiárias do Mais Renda, que durante todos os domingos estarão vendendo seus produtos na Praça de Alimentação do Maranhão de Reencontros. A iniciativa via estimular a geração de renda entre microempreendedores e trabalhadores informais.

“É uma grande satisfação tá aqui participando do São João. Nós passamos dois anos em casa, sem trabalhar, sem nada. Agora a gente tá podendo sair e trabalhar”, disse Antonia Ribeiro.

A vendedora de lanches Nilde Sousa também aproveitou o evento para aumentar a renda familiar e se divertir.

“Hoje eu tô aumentando a minha renda e tô me divertindo com o Dia das Mães, nesse projeto lindo. A minha renda tá melhor, e trabalhar em um evento
cheio de alegria faz a gente mais feliz”, relatou Nilde Sousa.

Acessibilidade

O Maranhão de Reencontros também conta com a parceria da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), que disponibiliza o Serviço Travessia para garantir acessibilidade a pessoas com deficiência, com o translado de usuários do serviço que desejarem prestigiar os shows.

Até o dia 29 de maio, o projeto Maranhão de Reencontros vai levar à Concha Acústica Reynaldo Faray diversas atrações, das mais variadas manifestações artísticas e culturais maranhenses. As apresentações são gratuitas e começam sempre às 17h.


1 pensou em “Mais de 3 mil se encantaram no Maranhão de Reencontros no Dia das Mães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.