Ney Bello retoma favoritismo ao STJ ao soltar ex-ministro de Bolsonaro

Metrópoles

O desembargador federal maranhense Ney Bello, do TRF-1, voltou a figurar como o grande favorito a ser indicado por Jair Bolsonaro ao Superior Tribunal de Justiça, graças à soltura do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e dos demais implicados na operação de ontem da Polícia Federal.

O magistrado era apontado como nome certo a uma das duas vagas para as quais o presidente da República terá que fazer nomeações, mas viu seu posto ameaçado após Gilmar Mendes votar a favor da cassação do ex-deputado bolsonarista Francisco Francischini, por espalhar fake news sobre o processo eleitoral.

Isso porque, no STF, Gilmar é o grande padrinho da candidatura de Ney ao STJ.


4 pensou em “Ney Bello retoma favoritismo ao STJ ao soltar ex-ministro de Bolsonaro

  1. Se retoma o favoritismo ou não, isso não sei. O que sei é que qualquer desembargador isento, imparcial, mandaria soltar.
    O juiz federal mandou prender o ex-ministro baseado em suspeita, sendo que ele não oferecia perigo às investigações.
    Outra: para entrar com um Habeas-corpus, o desembargador precisa de uma cópia da decisão, está negada pelo magistrado ao advogado.
    Uma prisão arbitrária, ilegítima e imoral.
    Uma parte do judiciário é militante, não respeita a constituição.

  2. Não merece, apesar de ser maranhense. É amigo de FD e faz parte da turma dele de Brasília juntamente com o irmão do comunista, o procurador da República ND. Cuidado Bolsonaro, não vá fazer besteira! Não nos decepcione!

    • Ixi…gados ignorantes detectados. Com 39 anos de idade, nunca tinha vivido tempos tão difíceis. E ainda tem gente defendendo. Tudo tem limite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.