Apenas três deputados do MA contra fim das saídas temporárias de presos

Entre os membros da bancada do Maranhão, apenas três deputados federais – Bira do Pindaré (PSB), Rubens Júnior (PT) e Zé Carlos (PT) – votaram contra a proposta que extingue saídas temporárias de presos dos estabelecimentos prisionais.

André Fufuca (PP), Cleber Verde (Republicanos) e Márcio Jerry (PCdoB) não votaram.

O texto foi aprovado nesta quarta-feira, 3, na Câmara dos Deputados, por 311 votos favoráveis e 98 contrários. O projeto segue para o Senado, que vai analisar as alterações dos deputados.

A lei atual permite a saída temporária dos condenados no regime semiaberto para visita à família durante feriados, frequência a cursos e participação em atividades. Todas essas regras são revogadas pelo texto aprovado pelos deputados.

Veja a lista completa de como votou a bancada do Maranhão:
Aluísio Mendes (PSC) – votou pelo fim da saída temporária
André Fufuca (PP) – não votou
Bira do Pindaré (PSB) – votou contra o fim da saída temporária
Cléber Verde (Republicanos) – não votou
Edilázio Júnior (PSD) – votou pelo fim da saída temporária
Gil Cutrim (Republicanos) – votou pelo fim da saída temporária
Hildo Rocha (MDB) – votou pelo fim da saída temporária
João Marcelo (MDB) – votou pelo fim da saída temporária
Josivaldo JP (PSD) – votou pelo fim da saída temporária
Júnior Lourenço (PL) – votou pelo fim da saída temporária
Juscelino Filho (União) – votou pelo fim da saída temporária
Márcio Jerry (PCdoB) – não votou
Marreca Filho (Patriota) – votou pelo fim da saída temporária
Pastor Gil (PL) – votou pelo fim da saída temporária
Paulo Marinho Júnior (PL) – votou pelo fim da saída temporária
Pedro Lucas Fernandes (União) – votou pelo fim da saída temporária
Rubens Pereira Júnior (PT) – votou contra o fim da saída temporária
Zé Carlos (PT) – votou contra o fim da saída temporária


6 pensou em “Apenas três deputados do MA contra fim das saídas temporárias de presos

  1. Seria supressa se esses do contra votasse pelo fim da saída temporária, o voto deles foram novidade pra quem???, lembrem, na hora do homicídio ou outros crimes contra a vida (das vítimas) não faz diferença se ela é de direita de esquerda, centro ou isento, morreu! acabou!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.