Bom Jardim: verbas de FPM e ICMS foram transferidas para conta da prefeita

lidiane2 lidiane7Investigada pelo pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MP-MA), pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF) – principalmente por suspeitas de desvios de recursos da Educação (reveja) -, a prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite (PP), deve ser instada a dar explicações, também, sobre algumas movimentações financeiras no Município.

No ano de 2013, de acordo com documentação a que o Blog do Gilberto Léda teve acesso com exclusividade, foram registradas pelo menos oito transferências de verbas da Prefeitura Municipal direto para a conta pessoal da gestora.

lidiane_rochaSão depósitos que vão de R$ 800, como o registrado no dia 3 de junho daquele ano, a 2,8 mil, no dia 3 de outubro.

Os recursos eram oriundos das contas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e de uma terceira conta chamada “Arrecadação”.

Veja acima alguns extratos.

O blog entrou em contato com o advogado do Município, Danilo Mohana, ele disse desconhecer as transferências, mas adiantou o que pode ser a justificativa da prefeita para os recebimentos: pagamento de diárias.

“Eu não tenho conhecimento destas transferências, e não sei a natureza destas, pois sou responsável pelo contencioso do Município. Só a contabilidade para responder sob qual fundamento [foram feitas as transferências], se diária ou outra situação excepcional”, declarou.

Em tempo: o salário líquido da prefeita Lidiane Leite é de mais de R$ 12 mil.


4 ideias sobre “Bom Jardim: verbas de FPM e ICMS foram transferidas para conta da prefeita

  1. QUE BAIXO!
    TUDO BEM QUE ELA PODE TER ROUBADO ETC MAS ISSO AI É DIARIA CARA…SENSASIONALISMO BESTA ESSE.

  2. Gilberto, essa daí tá mais fod*** que p*** de cabaré. Em 2013 teve um maior rolo em BJ e você pode até ir atrás no site de notícias local, ela fechou o antigo lixao de bj e “comprou” um terreno pra fazer o novo lixao, detalhe: o marido dela pagou o terreno com dinheiro dele para depois a prefeitura fazer o pagamento para ele.. Imagina ai o rolo que isso é.

  3. Ah, e só pra constar, a prefeitura já estava inclusive utilizando o novo terreno sem licitação e até sem licença ambiental do sema.

  4. Pergunta pro mesmo advogado como ele justifica quase 300mil reais em um curto período na sua conta pessoal saindo das contas do municio sem ter nenhum contrato dando verificada é pior sendo em pessoa física. Como ele explicou esta situação? Preocupante que repasses foram sempre em períodos conturbados com decisões favoráveis a prefeita em inúmeros processos que pesam sobre ela.

Comentários encerrados.