Geração de empregos: há o que comemorar?

dinoO deputado estadual Sousa Neto (PTN) levantou hoje (24) um questionamento interessante sobre a geração de empregos no Maranhão.

Nos últimos dias, o governador Fávio Dino (PCdoB) comemorou o “maior saldo positivo proporcional de geração de empregos em julho”.

O comunista, contudo, não apresentou nenhum número para embasar o que dizia.

Mas Sousa Neto mostrou.

A verdade é que o acumulado do ano de 2015 é negativo em 4.463 postos de trabalho. De janeiro a julho, foram admitidos 119. 671 empregados, contra 124.134 demissões.

Se for feita a comparação entre julho deste ano e julho de 2014, também há desvantagem agora.

No ano passado houve saldo positivo de 3.441 postos de trabalho; neste ano, 2.121.

As dificuldades para geração de emprego são um problema que afeta todo o país, no atual momento de crise. Não se pode debitar toda a responsabilidade apenas do Governo do Estado.

Ocorre que, sem ter muito o que mostrar, o governo Flávio Dino segue “fabricando” dados para tentar parecer competente. E segue sendo desmascarado.

“O governo virtual funciona bem quando a intenção é maquiar números e tentar enganar a população. A segurança pública é um exemplo corriqueiro. Mas estamos atentos justamente para desmascarar essas verdades inventadas e alertar a população”, disse o deputado, em sua página pessoal no Facebook.

4 ideias sobre “Geração de empregos: há o que comemorar?

  1. Gilberto,
    A geração de emprego foi para cabo eleitoral de FD, a folha do Estado praticamente triplicou de janeiro pra cá. Na Secretaria de Planejamento todo dia tem uma cara nova, ganhando os tubos de dinheiro sem ter onde sentar nem o que fazer…. Ainda tem trouxa que acredita que vai ter concurso.

  2. Esse deputado, poderia aproveitar a internet para ao menos tentar justificar os votos que o elegeu na última eleição , fruto dos desvios ocorridos na saúde , gerida pelo seu sogro!

  3. é vergonhoso verificar/aferir os numeros de empregos gerados no Maranhão inteiro!
    são numero irrisórios de fazer vergonha a qualquer conterrâneo com o minimo de inteligência.
    não tem essa de comemorar o “maior saldo positivo proporcional”!
    a população economicamente ativa desse Estado é gigantesca, e não é com 2 mil vagas que se vai resolver o problema de emprego no Maranhão.
    Políticas públicas já se mostraram ineficientes!
    é necessário se atrair em grande numero empresas geradoras de emprego e renda, do contrário seremos analistas medíocres!
    e eu acreditei que o Candidato Flavio Dino tinha a fórmula mágica para a saúde, educação, segurança e emprego para os maranhenses!
    aqui pra nós Governador, falta muito hein!

  4. Durante o governo daquela que lhe conferia comendas entre outros agrados, o deficit na geração de empregos no estado do Maranhão chegou a casa 27.000 postos de trabalhos em um único mês ( Fonte do MTE) e olhe que naquela época ainda não havia crise nas proporções que vemos hoje..

Comentários encerrados.