Delator diz que Ulisses Souza cobrou propina da Odebrecht no governo Zé Reinaldo

Partiu do então procurador-geral do Estado no governo José Reinaldo (PSB), Ulisses Sousa, o pedido de propina à Odebrecht para a liberação de pagamentos a que a empreiteira tinha direito do Governo do Maranhão, durante a gestão do socialista.

A informação é do Ministério Público Federal (MPF) e embasa o pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para a abertura de inquérito contra os dois – as investigações foram autorizadas pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (reveja).

“Segundo o Ministério Público, narram os colaboradores que Ulisses César Martins de Sousa, na qualidade de Procurador-Geral do Estado do Maranhão, solicitou vantagem indevida ao Grupo Odebrecht para facilitar o pagamento de valores devidos à empresa decorrentes de contrato administrativo. O pagamento da propina foi efetuado por meio do Setor de Operações Estruturadas, mencionando-se, inclusive, remessa de recursos financeiros ao exterior sem o cumprimento dos requisitos normativos”, diz trecho do relatório de Fachin.

De acordo com o ministro, a PGR acrescentou que Ulisses Sousa “exercia cargo de intensa confiança do então Governador do Estado do Maranhão, José Reinaldo Carneiro Tavares, bem como que a expressividade econômica do contrato e a facilidade de adimplemento experimentada após o pagamento da propina, na visão do Ministério Público, sugerem a possível conivência do então mandatário do Executivo, circunstância que demanda apuração aprofundada”.

É o que será investigado em relação ao socialista.


2 ideias sobre “Delator diz que Ulisses Souza cobrou propina da Odebrecht no governo Zé Reinaldo

  1. Acredito em tudo sobre esse Ulisses, conheço ele de longas datas. Zé Reinaldo foi enganado em confiar em um moleque de paletó e gravata.

Comentários encerrados.