Maranhão amplia parcerias e tratativas de negócios com a China

O Governo do Maranhão, a Prefeitura de São Luís e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) conquistaram, em um trabalho coletivo, a assinatura de um memorando de entendimento com a Universidade de Hubei, em Wuhan. O documento assinado trata da promoção da língua e da cultura chinesa, facilitando o intercâmbio cultural em todo o mundo através do Instituto Confúcio, que deverá ser instalado em São Luís, com o apoio do Governo do Maranhão.

A importante notícia foi dada pela equipe formada pelo vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro; pela secretária de Turismo de São Luís, Socorro Araújo; pela secretária municipal de Articulação, Ana Paula Rodrigues; pelo presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema), Alex Oliveira; e pelo pró-reitor de Pesquisa da Universidade Federal do Maranhão, Allan Kardec, que adiantou as tratativas na cidade de Wuhan, enquanto a comitiva liderada pelo vice-governador Carlos Brandão participava da agenda da Feira de Cantão, em Guangzhou.

“O termo de cooperação favorecerá diversas áreas, acompanhando a tendência do Maranhão em se aproximar cada vez mais dos investimentos chineses”, comemorou o vice-governador Carlos Brandão.

As pautas na cidade de Wuhan incluíram, também, dois grandes momentos: a visita ao novo Porto de Wuhan e uma reunião estratégica com secretários e vice-prefeitura da cidade de Wuhan para tratarem de avanços cooperativos nas áreas de turismo, cultura, educação, esporte, desenvolvimento tecnológico e sustentável, comércio, infraestrutura e mobilidade urbana.

A visita ao novo Porto de Wuhan resultou no avanço das discussões a respeito da comercialização da proteína animal e vegetal, com a interligação entre o Porto do Itaqui e o Porto de Wuhan que, segundo Jailson Luz, superintendente da Emap, trata-se de um porto tipicamente de contêineres.

“Inicialmente, devemos mobilizar a cooperação entre os dois portos para viabilizar a exportação tanto de carne de boi, quanto de carne de frango, que se apresentou como sendo o centro de interesse dos chineses”, contextualizou o superintendente.

Ele informou, ainda, que em março do próximo ano um grande encontro entre empresários deve acontecer na capital maranhense e contará com a participação da equipe do Porto de Wuhan, que deve conhecer de perto o Porto do Itaqui e finalizar os acordos de comércio com o Maranhão, além da troca de expertise.

Já o encontro com os secretários municipais chineses e a vice-prefeita de Wuhan, Xu Honglan, reverberou na promoção entre o Maranhão e a cidade anfitriã, o que significa, na prática, que novos projetos de cooperação serão firmados em breve, com conteúdos programáticos voltados para as principais áreas de desenvolvimento de nosso estado, com destaque para a economia e o comércio.

A vice-prefeita de Wuhan afirmou que com estas iniciativas poderão ser promovidos mais intercâmbios bilaterais, a exemplo do campo da educação. “Assim, será possível promovemos as escolas-irmãs e realizarmos atividades conjuntas”, explicou.

Carlos Brandão e os demais membros da comitiva da Missão Ásia, também coordenada pelo secretário de Programa Especiais do Governo do Maranhão, Pierre Januário, conheceram a Zona de Desenvolvimento de Alta Tecnologia do Lago Leste de Wuhan e, ainda durante a sua passagem por Guangzhou, participou de reunião com o jovem maranhense Tomas Pinheiro, consultor pela The China Pitch, que apresentou formas alternativas de mobilidade urbana, focada no uso de ‘bicicletas inteligentes’.

A Missão Ásia segue para a Coreia do Sul, neste sábado (21), a fim de ampliar os negócios maranhenses com o mercado asiático.


5 ideias sobre “Maranhão amplia parcerias e tratativas de negócios com a China

  1. Um porto tipicamente de contêiners tratando com um porto que perdeu sua linha de conteinêrs por falta de qualidade no serviço, vai dar certo? o Maranhão é de todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *