“Apenas especulação”, diz delegado sobre participação de filho na morte de Nenzim

Júnior do Nenzim com o pai, ex-prefeito Nenzim, na campanha de 2016

O delegado Lúcio Reis, titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa SHPP), descartou hoje (7) a possibilidade de participação de um parente do na morte do ex-prefeito Nenzim, de Barra do Corda.

No momento do assassinato, o líder político estava com Júnior do Nenzim, seu filho.

Ao blog O Informante, na noite de ontem (6), o secretário de Estado da Segurança, Jefferson Portela, disse a que a polícia investigava a hipótese de participação dele, acrescentando que “está tudo muito estranho” para ser um crime de pistolagem (saiba mais).

Em entrevista ao jornalista Domingos Ribeiro, da Mirante AM, Lúcio Reis classificou a tese de “apenas especulação” e disse que polícia não tem elementos, por ora, para afirmar se houve participação do filho do ex-prefeito no crime.

“Não há, ainda, elementos quaisquer, substanciais, para se afirmar isso. Apenas especulação, por ora, em redes sociais”, comentou.

Apesar disso, ele acrescentou que essa linha de investigação não foi descartada. “Mas ela não é a principal”, concluiu.


2 ideias sobre ““Apenas especulação”, diz delegado sobre participação de filho na morte de Nenzim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *