TRF-1 concede liberdade a Ricardo Murad

A desembargadora federal Maria do Carmo Cardoso deferiu liminar em habeas corpus impetrado pela defesa de Ricardo Murad e concedeu liberdade ao ex-deputado e ex-secretário de Saúde do Maranhão.

Ele estava preso desde a última quinta-feira (18), após a deflagração de mais duas fases da Operação Sermão aos Peixes.

Na decisão, a magistrada acolheu os argumentos da defesa de que as buscas necessárias à investigação já foram realizadas e, ainda, de que a apuração remonta a fatos de 2011 a 2013.


10 ideias sobre “TRF-1 concede liberdade a Ricardo Murad

  1. ricardo e um martire da politica deus ilumine ele e sua familia ninguem no maranhao ja fez um projeto na area da saude tao grande como ricardo murad nos somos testemunha centenas de milhares de vidas foram salvas neses hospitais e ainda continuam salvando vidas apesar dos descasos pelo o atual governo que veio so para persequir em nome do mal

    • ATUAL7 

      POLÍTICABomfim dá mais 90 dias para PF concluir um dos inquéritos da Sermão aos PeixesInvestigações resultaram na deflagração das operações Abscondito II e Peixe Tobias. Força-tarefa apura supostos crimes praticados contra o Sistema Financeiro Nacional19/10/2018 11h45min – Atualizado em 19/10/2018 11h47min

      PUBLICADO POR

      YURI ALMEIDA

      O juiz federal Luiz Régis Bomfim Filho, da 1.ª Vara de São Luís da Seção Judiciária do Maranhão no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1.º Região, deu o prazo de 90 dias para que a Polícia Federal (PF) conclua as investigações referentes ao IPL n.º 47/2016, instaurado no bojo de descobertas pela força-tarefa da Sermão aos Peixes, sobre supostos crimes praticados contra o Sistema Financeiro Nacional (SFN).

      Foi com base neste inquérito que a PF deflagrou, nessa quinta-feira 18, as operações conjuntas Abscondito II e Peixe Tobias, contra o vazamento de informações privilegiadas e assalto de recursos públicos federais destinados à Secretaria de Estado da Saúde (SES). A concessão para a continuidade das investigações foi feita há pouco mais de uma semana antes da deflagração das operações.

      O inquérito apura, dentre outros indícios de crime, o desvio de dinheiro público por meio da Associação Tocantina para o Desenvolvimento da Saúde Bem Viver, supostamente controlada pelo deputado estadual Antônio Pereira (DEM). Apontando como integrante da organização dita criminosa, ele foi alvo de busca e apreensão em sua residência, em Imperatriz, pela Peixe Tobias.

      O responsável pelas investigações é o delegado da PF Wedson Cajé. Também participam dos levantamentos a Receita Federal (RF), o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU).

      Não está descartada a possibilidade da deflagração de novas operações no decorrer das investigações relacionadas ao inquérito.

      Super contracheque

      Conforme revelou o ATUAL7, e serviu de fundamentação para a deflagração da Operação Pegadores, 5.º fase da Sermão aos Peixes, foi a Bem Viver quem contratou, ao custo do supersalário de R$ 13 mil líquidos, a enfermeira Keilane Silva Carvalho, amiga no ex-secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry.

      A própria Keilane Silva, a Oscip e até o Palácio dos Leões, inclusive, chegaram a revelar a prática de crimes de fraude contra a arrecadação federal, após o caso vir a público.

      TUDO SOBRE LUIZ RÉGIS BOMFIM FILHO OPERAÇÃO ABSCONDITO II OPERAÇÃO PEIXE TOBIAS POLÍCIA FEDERAL SERMÃO AOS PEIXES

      COMENTÁRIOS2CINDY MACEDO 2 DIAS ATRÁS

      Tú já foste visitar teu chefe larápio Ricardo Murad em Pedrinhas?? Se não , agiliza porque ele pode a qualquer momento fazer delação premiada e entregá-lo para os federais , assim como toda a família caridosa por envolvimento nos desvios do dinheiro da

      Parece que muita merda ainda poderá estar por vir. Os desdobramentos dessas operações entrelaçadas entre si com outras operações são imprevisíveis? Ao que tudo indica, essa Secretaria de Saúde era, sim, um poço sem fundo de corrupção. Quase ninguém que esteve por lá nos últimos 16 anos pode-se dizer que estava imune dessa enfermidade altamente contagiosa. Quase ninguém também poderá dizer agora que “dessa água nunca beberei”! A improbidade administrativa com lesões ao erário, ao pé da letra, se dá por ação ou omissão do agente público ou do particular, e é imprescritível.

    • Parece que muita merda ainda poderá estar por vir. Os desdobramentos dessas operações entrelaçadas entre si com outras operações são imprevisíveis? Ao que tudo indica, essa Secretaria de Saúde era, sim, um poço sem fundo de corrupção. Quase ninguém que esteve por lá nos últimos 16 anos pode-se dizer que estava imune dessa enfermidade altamente contagiosa. Quase ninguém também poderá dizer agora que “dessa água nunca beberei”! A improbidade administrativa com lesões ao erário, ao pé da letra, se dá por ação ou omissão do agente público ou do particular, e é imprescritível.

  2. E as outras operações da PF que implicam gravemente os secretários e sub-secretários de Saúde de Flávio Dino ? Quando vão sair as necessárias prisões cautelares? Bom que com.Bolsonaro no Governo surgirão provavemente mudanças administrativas na PGR/MPF e na PF. E não vai ter mais desculpas de todo mundo está trabalhando a mando de Sarney pra perseguir o cínico governador Flávio Dino!!

  3. Me pergunto!
    Onde foi para a investigação sobre o SISFLORA, da epoca do Governador Jacson Lago, onde o secretario da época era Othelino Neto, todo poderoso da assembleia ??
    Onde foi parar os 05 milhões que a ALUMAR pagou para SEMA?
    Esqueci, foi culpa do Sarney!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *