Criança acha barata em prato do Spoleto em São Luís

Do G1 Maranhão

“A gente se sente agredido”. Foi com essa afirmação que a médica Graça Aragão procurou o G1, nesta quinta-feira (30), para denunciar que, durante almoço no restaurante Spoleto do São Luís Shopping, sua sobrinha de nove anos encontrou uma barata no prato.

“Isso é um risco à saúde de qualquer pessoa, ainda mais se tratando de uma criança. Uma funcionária me perguntou se eu queria o dinheiro de volta; apenas isso”, completou a médica, que procurou a gerência da loja sem obter sucesso.

Ainda de acordo com a tia da criança, o pai da menor, que é advogado, vai tomar as providências cabíveis junto aos órgãos competentes.

Após diversas tentativas, ninguém do Spoleto foi encontrado para falar sobre o assunto. Mas, por telefone, o setor de Marketing e Comunicação do São Luís Shopping informou ao G1 que é de responsabilidade de todos os lojistas do shopping a qualidade no atendimento e prestação de serviços e que o responsável pelo Spoleto será procurado para esclarecer o ocorrido e resolver o problema da melhor forma possível.


6 pensou em “Criança acha barata em prato do Spoleto em São Luís

  1. Esses episódios estão ficando cada vez mais comuns. No último domingo, fui com minha família almoçar no Restaurante Mandacaru e a decoração (com folhas) das carnes que pedimos estavam cheio de larvinhas.

  2. Esse unidade do SPOLETO no SLS Shopping já é VELHA CONHECIDA dos problemas encontrados. Sem falar que a qualidade da comida la é PÉSSIMA em relação ao outro Spoleto.

  3. Esse fato demonstra o que muitos já presenciaram, a praça de alimentação do Shoppinh Sao Luís é infestada de baratas. Duvido muito que tenha vindo no prato de dentro da loja, e sim que subiu pela mesa. Eu já vi baratas no chão dessa praça. Cadê a vigilância sanitária.

  4. Na verdade a maioria das cozinhas.a higiene passa longe …a limpeza é so à apresentação.a cozinha e a despensa.nojeira…

  5. Eu fui pagar o prato de refeição neste restaurante e resolvi colocar cebolinha e coentro que estavam à disposição próximo ao caixa. Para meu espanto, quando peguei na colher do recipiente, uma barata de pequeno porte se movimentou pelas beiradas. A caixa imediatamente retirou e comunicou a alguém da cozinha para que providenciasse a retirada do recipiente. Pesquisa de opinião: você acha que depois que eu saí dali, o recipiente retornou ou não para a posição?

  6. Acrescento ainda que a nojeira não é exclusividade no Shopping mencionado na reportagem. Minha filha teve infecção intestinal, em final de abril, e febre de quase quarenta graus, após se alimentar de capelete de carne, no Shopping Rio Anil. Cadê a Vigilância Sanitária? Reforço a pergunta feita anteriormente.
    Tem uma rede de supermercados, em franca expansão pela região setentrional do pais,. que constuma servir comida com mau cheiro (aquele cheiro de comida azeda) se declarando cheia de amor para dar aos maranhenses. Faça ideia se não gostasse de nós.
    Outro fato é que eles servem osso com pequenos pedaços de carne como se fosse costela de porco ou mesmo de boi. Quem está acostumado com os dois petiscos sabe bem diferenciar carne de costela de resto de osso com carne. Haja coração?

Os comentários estão fechados.