IBGE desmente dados de Flávio Dino sobre abastecimento d’água no MA

dinoDados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE) revelam que o candidato a governador Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão”, usou dados falsos em seu programa eleitoral ao falar sobre o abastecimento d’água no Maranhão.

Num programa em que aparece conversando com uma eleitora (veja aqui), o comunista afirma, em dois momentos, que metade da população maranhense vive sem água em casa.

“Os anos passam e metade dos maranhenses até hoje não tem água em casa […] Metade da população do Maranhão, praticamente três milhões de maranhenses, tem esse mesmo problema de vocês. Não têm água em casa”, diz o candidato, nos dois trechos em que toca no assunto.

A Pnad do IBGE, no entanto, mostra que o panorama é bem diferente do apresentado por Dino.

Segundo a pesquisa, nada menos que 85,7% dos domicílios do Maranhão têm acesso a água encanada (veja aqui). Ou seja: são apenas 14,3% os que não têm acesso ao benefício.

pnad

Os números são parecidos com os apresentados pelo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013 – plataforma de consulta ao Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 5.565 municípios brasileiros, que compila mais de 180 indicadores de população, educação, habitação, saúde, trabalho, renda e vulnerabilidade, com dados extraídos dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010.

agua_encanadaDe acordo com o Atlas, no Maranhão, a água encanada chega a 82,12% das residências.

Aliado desmente

Os números apresentados por Flávio Dino são tão irreais que não batem nem mesmo com os do seu tutor, o ex-governador José Reinaldo (PSB).

Em artigo publicado em seu blog em setembro de 2008 (leia aqui) – e citando artigo de José Lemos, engenheiro agrônomo e professor associado da Universidade Federal do Ceará (UFC) -, o socialista apresentava avanços na área.

Segundo José Reinaldo, já naquele ano o índice de residências abastecidas por água encanada chegava a mais de 64%.

“Outros avanços mostrados pelo professor: em 2001 tínhamos 55,30% das residências do estado sem água encanada. Fizemos um esforço gigantesco e os dados do PNAD mostram o avanço. Em 2007 baixamos para 35,74%. Um avanço extraordinário de praticamente 20% do total das residências no estado em 6 anos”, escreveu o aliado de Dino.

Mas, pelo visto, o comunista não lê o que seu tutor escreve…


14 pensou em “IBGE desmente dados de Flávio Dino sobre abastecimento d’água no MA

  1. ué.. só pq tem encanamento pra agua quer dizer que a população vai ter acesso a agua? Por acaso a CAEMA é um primor de empresa né, e basicamente todo dia tem agua na casa de todo mundo

    PFV né

    Me compre um bode e me dê o troco de muriçoca

    • não estou debatendo os péssimos serviços da Caema… acho que isso nem se discute. O que estou debatendo é o fato de que Flávio Dino usa de retórica para enganar incautos. mas os dados oficiais, normalmente, o têm desmentido. Vide os 6 milhões de turistas estrangeiros

      • vocês falam dessa historia dos 6 milhões de turistas (sendo que veio quase 5 milhoes e 900 mil) como se na verdade nao tivesse vindo nem a metade disso

        Esqueceu então da FARSA dos 72 hospitais???

  2. NA MINHA CASA POSSUO DUAS ENCANAÇÕES VINDAS DE POÇOS ARTESIANOS. PORÉM NÃO É GARANTIA DE ÁGUA EM CASA, INFELIZMENTE.

  3. Os blogueiros da oligarquia sao assim mesmo, nso tem o que falar e fica falando essas merdas, nao funciona direito no maranhao,nada.

  4. Ao ler este post, surgiu a dúvida: é péssimo jornalismo com falta informação ou má fé? Nao sou eleitor de Dino e, tampouco, de Lobão, mas gostaria de ler matérias do meu estado com um rigor da verdade. Sou do IPEA, maranhense, e analiso todas os anos o PNAD. O que vc está falando é um verdadeiro absurdo!!! P/ ser jornalista, é preciso também saber pesquisar. A ciência é p/ auxiliar a comunicação, mas vc desfaz qualquer ciência e informação útil!

  5. Tira isso do teu blog, que é besteira. Segundo a PNAD 2013, somente 58,6% dos domicílios maranhenses tem acesso à rede geral de abastecimento de água. Se você contar os domicílios com canalização interna, mas sem ligação com a rede geral (caso de poços artesianos) – a que o Zé Reinaldo se refere -, o percentual sobe para 72,6%, ainda distante desses 85,7%.

  6. Para de babar o ovo desses sarneys, vagabundo babãozinho severgoin… tu querendo ou não, queimando ou não o flávio… ele vai ser o governador do estado do MA. morre gilberto, chora gilberto babao safado!!!

  7. Dados do IBGE. As casas tem cano mas não tem água. Ou seja, o maranhense entra pelo cano da enganação da classe maldita sarney!

  8. O dados da pesquisa apontam apenas dados que indicam ligações de água. A realidade da CAEMA é outra.Tem cano mas não tem água.

  9. Primeiro a realidade do abastecimento de água é muito grave e tende a piorar se não houve um governo comprometido em fazer os investimentos necessários, todavia a CAEMA só é responsável por 60 do municípios, pois triste mesmo são as cidades que são entregue os serviços aos municípios em função destes não ter recursos nem para paga as contas de energia, porém os dados relativos aos domicílios com água encanada do IBGE são indiscutivel assim como o nosso IDH o penúltimo do país. conduto tem que se leva em consideração que esse indicador subiu em função do PAC saneamento de 2007 e 2010, mas partes das obras não foram concluídas. a situação é grave e enquanto permanecer essa oligarquia incompetente nosso povo vai sofrer. Outro aspecto é que dos 217 municípios somente 3 tem coleta e tratamento de esgoto e não chega a 30% dos domicílios.

Os comentários estão fechados.