Governo corta R$ 224 milhões da Educação do MA; salários de professores ameaçados

O governo federal publicou ontem (24) no Diário Oficial da União portaria oficializando o corte de nada menos que R$ 224 milhões da Educação do Maranhão.

O recurso é referente a adiantamentos do Fundeb que haviam sido feitos em 2016.

O Estado e os 217 municípios maranhenses já sabiam que teriam que devolver esse recurso neste ano, mas havia um compromisso de que isso fosse feito de forma parcelada, segundo revelou o presidente da Famem, Cleomar Tema (PSB). Ele esteve reunido com membros da bancada federal do Maranhão em Brasília.

“A devolução estava anunciada, mas seria parcelada. Agora decidiram cortar tudo de uma vez”, explicou.

Nesta terça-feira, deputados maranhenses devem ir ao Ministério da Educação para tentar reverter o corte.

Segundo dados apresentados pelos deputados Weverton Rocha (PDT) e Rubens Júnior (PCdoB), dos R$ 224 milhões cortados, R$ 47 milhões saíram da educação estadual e R$ 177 milhões da educação dos municípios maranhenses. São Luís, por exemplo, teve perda de cerca de R$ 12 milhões.

Os parlamentares avaliam que deve haver dificuldades para os municípios pagarem a folha e o custeio da educação referente ao mês de abril.

Além do Maranhão, foram afetados com cortes os estados do Ceará ( R$ 164 milhões); Bahia (R$ 70 milhões); e Paraíba (R$ 35 milhões).


2 ideias sobre “Governo corta R$ 224 milhões da Educação do MA; salários de professores ameaçados

  1. Eu quero comprar um fogão desses com mês de vidro e tame. Que à vista porém em uma super promoção. Eu quero me presentear .faço aniversário dia 28/08. Eu não tenho cartão das lojas Americanas mas tenho o dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *