Pacientes de hemodiálise de Arari morrem em acidente a caminho de SLZ

Três pacientes de hemodiálise de Arari morreram hoje (24) numa tragédia na BR-135.

Maria de Fátima socorro Lopes, Robessandro Melo Menezes e Edson Lopes, dirigiam-se à capital para tratamento no Hospital Universitário, não disponível na cidade deles.

O carro em que eles estavam foi atingido por um ônibus. No acidente, morreram, ainda, Antônio Carlos Rodrigues, motorista da Prefeitura de Arari, e o irmão dele, identificado como José de Ribamar Rodrigues.

Obras lentas

Enquanto pacientes sofrem com as longas viagens, desde 2015 clínicas de hemodiálise em sete cidades do Maranhão seguem sem inauguração. Segundo denúncia de janeiro deste ano, publicada no G! Maranhão (reveja), o Governo do Maranhão reservou quase R$ 7 milhões para as obras e os contratos foram assinados em 2014, mas nenhuma clínica foi entregue até hoje.

Em Pinheiro e São José de Ribamar as obras estão lentas. Já em Chapadinha as obras ainda nem começaram. A obra deveria ter sido iniciada em 2014. O valor total da obra na cidade é de R$ 2,41 milhões e o prazo de entrega era de 180 dias.

__________________Leia mais
Jornal Nacional mostra obras de centros de hemodiálise paralisadas
Andrea diz que Flávio Dino paralisou obras de centros de hemodiálise
Pacientes de hemodiálise enfrentam via-crúcis no Maranhão

No ano passado, o Governo do Maranhão divulgou nota prometendo iniciar a construção das clínicas de Chapadinha, Coroatá, Santa Inês e Imperatriz no mesmo ano. A Secretaria de Saúde também prometeu inaugurar pelo menos três novos centros de hemodiálise.

Na época, Jane Araújo, chefe da Assessoria Jurídica da Secretaria de Saúde do Maranhão alegou que as obras paralisaram por causa de adequações nos projetos.

“Os projetos tiveram que ser revistos. A obra paralisou para adequar as normas do Ministério da Saúde, adequar as normas da Vigilância Sanitária… e nós estamos inaugurando três dessas clínicas na grande São Luís. Até o final do ano vamos ofertar 111 novas vagas”, afirmou Jane em Junho de 2017.As obras seguem paradas e há paciente que morreu durante o período.

Em 2014, PCdoB denunciou jornalista à PF por boato contra Flávio Dino

Os comunistas maranhenses não reagiram bem à notícia de que o PV decidiu denunciar a Polícia Federal a propagação de fake news, contra a pré-candidatra Roseana Sarney (MDB), por um secretário de Estado, assessores e aliados do governo Flávio Dino (saiba mais).

O entorno do Palácio dos Leões diz que trata-se de um exagero.

Mostraremos que não é.

Durante as eleições gerais, a PF é quem auxilia a Justiça Eleitoral a apurar denúncias de crimes. O registro de qualquer ocorrência de cunho eleitoral, portanto, deve ser feito lá também.

Tanto é assim que, em 2014, os mesmos comunistas que hoje reclamam da ação do PV nada disseram quando o PCdoB registrou, na mesma PF, ocorrência contra o jornalista Adailton Borba, ex-TV Mirante e ex-assessor da Secretaria de Direitos Humanos.

E por atitude semelhante: propagação de informação em grupo de WhatsApp – naquele ano, não se utilizava o termo fake news ainda (apenas boato).

Na ocasião, foram até a sede da PF registrar o caso o hoje pré-candidato a deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) e o atual secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

“Informamos aos órgãos competentes o nome do senhor Adailton Silva Soares Borba para que este esclareça se foi o autor do texto calunioso”, dizia uma nota da coligação comunista em 2014.

Foi o mesmo que o PV fez agora: informou à PF e à Procuradoria Regional Eleitoral os nomes de Ednaldo Neves, Samuel Barroso, Uberlandes Alves e Fabrício Oliveira. Todos apontados como propagadores de boato contra a pré-candidatura de Roseana.

Em 2014, os comunistas achavam natural que se acionassem as autoridades competentes para apurar fatos como esses.

Agora, acham um exagero.

É aquela eterna incoerência…

PV denuncia secretário e aliados de Flávio Dino por fake News contra Roseana

De O Estado

O Partido Verde encaminhou ontem, à Superintendência da Polícia Federal no Maranhão e à Procuradoria Regional Eleitoral, notícia de fato denunciando a disseminação de fake news contra a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) por servidores do governo Flávio Dino (PCdoB).

Assinada pelo deputado estadual Adriano Sarney, a denúncia destaca a atuação do atual secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política, Ednaldo Neves (PCdoB), de dois assessores ou aliados do Executivo, identificados como Fabrício Oliveira e Uberlandes Alves, e do professor Samuel Barroso – irmão do ex-secretário Márcio Jerry.

Neves, Barroso e Oliveira postaram em redes sociais ou espalharam em grupos de WhatsApp uma montagem em que o deputado federal Hildo Rocha (MDB) teve seu rosto trocado com o do presidente Michel Temer (MDB) para simular a presença deste num ato político da ex-governadora em São Luís, na segunda-feira 21. Já Uberlandes Alves tem usado as redes sociais, corriqueiramente, para publicar montagens ridicularizando a adversária do governador.

Para o PV, o fato de um secretário de Estado estar atuando para disseminar boatos contra uma pré-candidatura, em horário de expediente – a postagem de Ednaldo Neves ocorreu às 13h18 de terça-feira, 22 – e possivelmente com aparelho telefônico corporativo, é ainda mais grave e demonstra a crença dos governistas na impunidade.

“A notícia falsa disseminada por Ednaldo Neves denuncia o intento de manipular a opinião pública, desestabilizar a disputa eleitoral, influenciar no resultado eleição de 2018 e prejudicar adversários. O fato trazido a lume é de extrema gravidade e causa maior perplexidade por demonstrar que um secretário de estado (de comunicação) não tem o menor receio de praticar conduta ilícita, contaminando o ambiente político e ferindo de morte regime democrático. Desrespeita o direito de todos os maranhenses a informação correta, exata e sem contaminação, qualidade essencial para um voto consciente”, destaca a ação do partido.

Em relação a Fabrício Oliveira e Uberlandes Alves, o PV aponta que os documento incluídos na notícia de fato denotam que ambos recebem recursos do Governo do Estado, via agências de publicidade, “para propagar centenas de matérias falsas e notícias que ataquem a honra, a imagem da candidata adversária do Governador Flávio Dino, com o objetivo de desequilibrar o pleito vindouro”.

Não isolado

Ainda de acordo com o PV, a conduta de assessores de segundo ou terceiro escalão, e de aliados do governador Flávio Dino, revela que a disseminação de notícia falsa pelo secretário de Comunicação “não é um caso isolado”.

“Há pólos produtores de notícias falsas em todo Maranhão que devem ser investigados com seriedade e rapidez, para que seja elucidado quais são os financiadores de prática nociva ao sistema republicano, haja vista a existência de fortes rumores e, até de confissões (provas citadas acima), de que o próprio Governo do Estado seria o financiador da produção e disseminação de uma rede complexa e de imenso alcance de informações falsas”, acrescenta a denúncia.

O partido ressalta, também, o potencial nocivo da atuação irregular dos comunistas no Maranhão.

“Há ameaça real de que os atos ilícitos praticados possuem capacidade e potencialidade de influenciar no resultado do pleito eleitoral do Maranhão deste ano”, diz a notícia de fato, que cita os artigos da Lei das Eleições que tipificam os crimes praticados nesses casos.

“Os crimes tipificados nos §§1º e 2º, do art. 57-H, da Lei das Eleições, tratam da ‘contratação direta ou indireta de grupo de pessoas com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na Internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação’, sendo igualmente consideradas criminosas as pessoas contratadas”.

Mais

Procurado pela reportagem de O Estado, Ednaldo Neves disse apenas que não foi ele quem produziu a fotomontagem com Michel Temer no lugar de Hildo Rocha. “Não montei foto nenhuma”, disse. Samuel Barroso afirmou não saber que se tratava de montagem. “Não percebi que era fake, dada a perfeição da montagem (há até matéria reconhecendo a perfeição), e logo que alertado, excluí a publicação”, declarou.

Assis Filho e Roberto Costa realizam grande festa das mães em Pio XII

O último domingo foi marcado pelas festividades e comemorações pelo Dia das Mães, na Praça de Eventos do Bairro Monteiro, em Pio XII (MA). O evento reuniu mais de quatro mil mães da sede e da zona rural que foi promovido por Assis Filho, pelo deputado estadual Roberto Costa e pela vereadora Patrícia Pereira.

Foi uma manhã de brincadeiras e sorteios. Assis Filho, o deputado Roberto Costa e a vereadora Patrícia participaram da distribuição dos prêmios como televisores, geladeiras, guarda-roupas, kits cozinha, ferro de gomar, liquidificadores poupanças e vários tipos de eletrodomésticos.

Assis Filho sempre realizou atividades sociais em Pio XII, sua terra natal. Desde o ano passado morando em Brasília, por razão de assumir a Secretaria Nacional de Juventude, Assis não se afastou dos trabalhos sociais de sua cidade. Continuou participando, promovendo e apoiando ações solidárias como Natal sem Fome, distribuição de peixes na Semana Santa, atividades esportivas e culturais. “Nossa intenção é continuar fazendo e fazer cada vez mais pelo nosso povo”, afirmou Assis.

O próximo evento que será realizado na cidade e contará com o apoio de Assis e do deputado Roberto Costa será o Arraiá da Juventude, dia 9 de junho, na Praça de Eventos do Bairro Monteiro, com Concurso Regional de Quadrilhas com espetáculo de apresentações e premiações. Vai ter muita festa também com a Banda My Love, Paredāo Envenenado e DJ Aldayr Vieira.

Pindaré: Leonardo Sá prestigia da 4ª edição da Cavalgada do Cabeça Branca

Na manhã do último domingo (20), aconteceu em Pindaré-Mirim a 4ª edição anual da Cavalgada do Cabeça Branca que já é tradição no município. Conhecida e comentada em todo Maranhão, a atividade recebeu centenas de amazonas e cavaleiros de várias cidades do estado que percorreram as ruas de Pindaré até o destino final no Parque Surpresa.

Dr. Leonardo Sá é pré-candidato a deputado estadual e foi convidado a prestigiar e participar da cavalgada este ano, acompanhado do Dr. Alexandre Colares e do pré-candidato a deputado federal Junior Lourenço, que fizeram todo o trajeto da cavalgada juntos a frente dos cavaleiros levando as bandeiras de Pindaré, do Maranhão e do Brasil que representavam mudança, desenvolvimento e principalmente a grande vaqueirama do país.

Em entrevista ao jornal local Dr. Leonardo falou sobre a importância do incentivo à cultura da vaqueirama: “me sinto lisonjeado por estar aqui, e agradeço pelo convite de participar deste evento lindo, me surpreendi com a organização e acho muito importante que um evento deste aconteça e sobreviva anos após anos mesmo com a evolução da tecnologia, porque é uma demonstração muito bonita da cultura nordestina, amazonas e cavaleiros, toda a vaqueirama em geral estão de parabéns por ajudarem a se manter viva essa história que todos conhecem e amam que é a cavalgada símbolo da vaquejada, como nordestino que sou agradeço, muito obrigado”,agradeceu Leonardo.

A 4ª edição da Cavalgada do Cabeça Branca bateu recorde de participantes este ano, que acompanharam a cavalgada em motos, carros e até a pé. A organização da cavalgada é do vereador Antônio Martins que incentiva a ideia como uma forma de homenagear seu falecido pai.

Prefeitura de Pinheiro realiza formação para mais de 300 professores

Durante os dias 21 e 22 de maio, a Prefeitura de Pinheiro, por meio da Secretaria de Educação, promoveu mais uma formação para os professores da educação infantil. A formação disposta aos professores é de Apresentação da Proposta do Livro Didático Infantil da Coleção Descobrir e Aprender, da editora IPDH.

O início da formação foi marcado pela palestra da Professora Dra. Walkiria Kamiski, formada em Letras pela PUC- Paraná, Mestre em Arte e Terapia pela UFSC e Doutora em Arte e Terapia para Saúde Mental, que abordou as Competências Sócioemocionais na Educação Infantil.

Para a Secretária Adjunta de Educação, Leidiane Roland, as formações dispostas pela Secretaria de Educação de Pinheiro tem sido um suporte essencial para a sala de aula, em especial para a educação infantil: “A educação infantil é a primeira etapa da vida escolar do aluno. É a base que o aluno precisa para sua formação humana integral. Esses momentos de formação com os professores dão um suporte pedagógico, para que estes melhorem suas aulas e aperfeiçoem suas práticas.” Concluiu a Secretária Adjunta.

Para o ano letivo de 2018, a Secretaria de Educação elaborou o projeto de educação infantil “LENDO, BRINCANDO E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS ATRAVÉS DA LITERATURA INFANTIL” com o objetivo de desenvolver atividades com base na literatura infantil que possibilitem momentos de interação entre as crianças, estimulando a oralidade, o desenvolvimento da capacidade de produção de texto, a criatividade, a percepção auditiva e de despertar o gosto pela leitura e escrita.

A Professora e Diretora da Escola Bem Me Quer, Vera Lúcia, que participou da formação, enfatizou a qualidade dos profissionais e do conteúdo levado para os professores da educação infantil de Pinheiro: “Eu gostaria muito de agradecer a Secretaria de Educação em nome do Secretário Augusto Miranda e da Leidiane Roland pela escolha da equipe que foi excelente; uma equipe que trouxe muita bagagem, muito conhecimento e muita novidade que só vem a somar com a nossa prática do dia-a-dia que já trabalhamos com esses livros; está sendo fundamental esse conhecimento para os professores e será levado sem dúvidas para a sala de aula.”

A formação realizada no Auditório do Centro de Cultura José Sarney contou com palestras e práticas dinâmicas realizadas em grupos com proposta de aproveitamento teórico e prático que serão abordados em sala de aula.

participaram da formação sendo eles professores titulares, auxiliares e de apoio a alunos com deficiência; participaram também as formadoras Neusa de Paula, pedagoga, Especialista em Coordenação, Supervisão e Psicopedagogia e Beatriz da Silva Barbosa, Especialista em Psicopedagogia e Educação Inclusiva.

Imperatriz: Casa do Idoso promove Ação de Saúde Mental

A Casa do Idoso Feliz, mantida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Sedes, promoveu nesta quarta-feira, 23, das 8h às 10h, Ação de Saúde Mental, na sede do programa, Rua Rui Barbosa, 208, Centro. Evento foi realizado em parceria com a Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão, Unisulma, com o tema: “Saúde Emocional: Um pilar essencial para um envelhecimento saudável”.

“O cuidado com a pessoa idosa é algo fundamental. Isso serve como motivação para que tenhamos uma população vigorosa, com a garantia de seus direitos assegurados para uma velhice com saúde e qualidade de vida”, reforçou a psicóloga Mônica Dominici.

Atividades fazem parte do projeto “Cinco Pilares para o envelhecimento saudável”, lançado em 27 de janeiro, deste ano, pela Casa. “Tem se consolidado como um espaço de otimização de oportunidades para a construção de um envelhecimento ativo, saudável e autônomo, desde os aspectos físicos, psicológicos, sociais e de espiritualidade da pessoa idosa”, destacou Alessandra Nobre, coordenadora da Casa.

Estiveram presentes, também, acadêmicos de Psicologia, da Unisulma; e a coordenadora do programa Saúde do Idoso, Gardênia Noleto. “Essa atenção que a Prefeitura de Imperatriz, por meio do programa Saúde do Idoso e Casa do Idoso, tem com a saúde na terceira idade é fundamental diante da crescente expectativa de vida da população. Contribui para que esses anos da pessoa idosa sejam vividos com qualidade e dignidade”, enfatizou a coordenadora.

A Casa do Idoso é um serviço de convivência e fortalecimento de vínculo e faz parte do Serviço da Proteção Social Básica, que tem por foco o desenvolvimento de atividades que contribuam no processo de envelhecimento saudável; desenvolvimento da autonomia e de sociabilidades; fortalecimento dos vínculos familiares e do convívio comunitário; e na prevenção de situações de risco social.

Com cerca de 1.200 idosos cadastrados, o programa atende diariamente uma média de 400 pessoas, sendo 248 pela manhã e 157 à tarde. Suas atividades funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18. “Tudo que acontece aqui na Casa do Idoso é muito bom para nós. Nos deixa mais saudáveis e acima de tudo muito feliz”, concluiu o aposentado João Martins Sousa, 72, morador do Bairro Novo Horizonte.

Lançada frente de apoio às pré-candidaturas de policiais federais

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) lançou na noite desta terça-feira (22) a Frente de Agentes da Polícia Federal. São mais de 30 integrantes da instituição que contam com o apoio da Fenapef para disputar as eleições deste ano. A intenção é ter representantes nas Assembleias Legislativas e na Câmara Federal defendendo temas como segurança pública e combate à corrupção.

Policial federal e pré-candidato à reeleição pelo Podemos do Maranhão, o deputado Aluisio Mendes reconheceu a importância do apoio da Fenapef aos agentes federais que serão candidatos nas eleições deste ano em todo o Brasil.

“Hoje a Polícia Federal é a instituição de maior credibilidade para os brasileiros, e a nossa intenção é melhorar a representação política no Congresso Nacional, levando a nossa experiência na área da segurança pública e no combate à corrupção”, afirmou Aluisio Mendes.

O presidente da Fenapef, Luis Antonio Boudens, enfatizou o sucesso da operação Lava Jato afirmando que “país limpo é país sem corrupção”, e destacou o apoio a Aluisio Mendes.

“Hoje lançamos a frente de agentes para as eleições deste ano e oficializamos nosso apoio a vários nomes em o Brasil, que terão como principais bandeiras a segurança pública e o combate à corrupção. No Maranhão, apoiamos a pré-candidatuda de Aluisio Mendes, que tem feito um trabalho importantíssimo dentro do Congresso Nacional que precisa ter continuidade”, justificou Boudens.

Tema defende Pacto Federativo em reunião com a bancada do MA em BSB

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Cleomar Tema, destacou a necessidade da materialização do Pacto Federativo para que os municípios brasileiros saiam dessa grave crise financeira em que estão mergulhados.

O pronunciamento foi feito nessa terça-feira 21, durante encontro com parlamentares da bancada federal maranhense e dezenas de prefeitos, como desdobramento da XXI Marcha a Brasília, movimento criado duas décadas atrás e que mobiliza na capital federal, anualmente, prefeitos de todo o país.

Além de clamar pelo Pacto Federativo, Tema disse que os programas federais não conseguem se sustentar, fazendo com que as prefeituras tenham de entrar com sua contrapartida. Ele usou como exemplo a situação do Programa Nacional de Família (PSF), que acaba se tornando um sufoco para os prefeitos. “O governo federal, através do Denasus, quer que os médicos exerçam uma jornada de 40 horas semanais, com um salário que não passa de R$ 7 mil. Ora, todos sabem que há uma grande carência de médicos no Brasil, e nenhum deles aceita essa jornada com esse minguado salário”, pontuou.

Cleomar Tema destacou ainda a questão da merenda escolar, afirmando que os recursos são parcos, e que acabam sendo complementados pelos municípios. “Estamos atravessando talvez a pior crise econômica das últimas décadas, com elevação diária no preço dos combustíveis, um drama que já afeta milhares de brasileiros, assim com uma alta taxa de desemprego. E não estamos vislumbrando saída a curto prazo, mas todos os problemas acabam recaindo sobre a cabeça é dos prefeitos”, salientou.

O presidente da Famem conclamou os deputados federais do Maranhão para que insistam no projeto de se estabelecer o tão discutido, tão prometido, tão sonhado e nunca realizado Pacto Federativo.

A reunião foi conduzida pela deputada Luana Costa (PSC), atual coordenadora da bancada e contou com as presenças dos deputados Rubens Pereira Júnior (PCdoB), João Marcelo (MDB), Hildo Rocha (MDB), Julião Amin (PDT), Juscelino Filho (DEM), Cléber Verde (PRB), Zé Carlos  (PT), José Reinaldo Tavares (PSDB), Pedro Fernandes (PTB) e Aluísio Mendes (Podemos).

Braide cobra a liberação de emenda para o tratamento de radioterapia

No Dia Estadual de Combate ao Câncer (23 de maio), o deputado Eduardo Braide subiu à tribuna para cobrar do Governo do Estado, a liberação da emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), destinada ao tratamento de radioterapia do Hospital Aldenora Bello.

“Venho aqui fazer esta cobrança porque a fila de espera pelo tratamento da radioterapia no Hospital Aldenora Bello, que realiza um grande trabalho, é imensa. Só para que se tenha ideia, os pacientes estão aguardando dez meses para iniciar o tratamento. Hoje há mais de 800 pessoas nessa fila de espera. Conversei com a diretoria do hospital que informou como sendo esta, a sua prioridade para este ano. Por isso fizemos a destinação da emenda no valor de R$ 1 milhão, para a troca da pastilha de cobalto usada no equipamento de radioterapia, a fim de que este tratamento não pare. Espero que o governador libere a emenda para que não aconteça o que ocorreu em 2017, quando só após ingressarmos na Justiça, foi garantido o direito dos maranhenses à saúde”, alertou o deputado.

Também no pronunciamento, Eduardo Braide relembrou os equipamentos já destinados e que estão em funcionamento no Hospital Aldenora Bello, adquiridos por meio de emendas parlamentares de sua autoria.

“Desde o meu primeiro mandato, o combate ao câncer é uma das minhas forças de trabalho. No Hospital Aldenora Bello, referência do tratamento no Maranhão, estão em funcionamento: mamógrafo, microscópio cirúrgico para a retirada de tumores cerebrais, aparelhos para a realização de biópsia, mamótomo (equipamento moderno para biópsia da mama), além da aquisição de todos os equipamentos necessários para a UTI pediátrica e um mamógrafo digital. Gosto de frisar esses equipamentos, porque é preciso ir além dos discursos. E essa é uma causa que tem pressa e deve ser de todos”, acrescentou Eduardo Braide.

Ao fim do discurso, o deputado destacou o trabalho realizado pela Fundação Antonio Jorge Dino, pioneira no combate e prevenção ao câncer no Maranhão.

“O Dia Estadual de Combate ao Câncer, celebrado hoje, dia 23 de maio, é uma justa homenagem a Antonio Jorge Dino, médico que iniciou todo esse trabalho de acolhimento, prevenção e tratamento do câncer aqui em nosso Estado. Trabalho mantido até hoje com excelência pela Fundação Antonio Jorge Dino, especialmente no atendimento aos mais carentes. Aproveito aqui para parabenizar todos os colaboradores da fundação e do hospital Aldenora Bello por esse grande trabalho realizado ao longo de tantos anos que já salvou a vida de milhares de maranhenses”, finalizou Eduardo Braide.