Empreendedora cria biscoito maranhense e conquista São Luís

O Biscoito Artesanal de Tapioca A FRANCESA, além da proposta regional e historicidade, são 100% natural, 0% glúten, 0% lactose, tem baixa caloria e trazem a inovação da versão vegano, preservando também a receita original tradicional.

A receita é tão antiga quanto a chegada de Daniel de Lá Touche em São Luís e promete representar o Maranhão, tal qual o bolo de rolo representa Pernambuco.

O sabor delicioso, autêntico e inigualável, lembra casa de vó e traz de volta o tempo em que fazia-se comida de verdade, sem conservantes, nem aditivos químicos ou gorduras ultra processadas.

Sob encomenda via WhatsApp (98) 9 8271-0021
Instagram: @afrancesabiscoito

Brandão cumpre extensa agenda Maranhão adentro

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) cumpriu uma intensa agenda política e administrativa durante a semana.
Entre quarta (12) e sexta-feira (14) passou por Imperatriz, Estreito, Porto Franco, Davinópolis, Bequimão e Central. Em todos o tucano vistoriou obras, entregou benefícios para estes e outros municípios maranhenses e manteve um diálogo direto com a sociedade.

Para quem vai assumir o Governo em abril do próximo ano, conforme já antecipado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) – que deixa o cargo para disputar uma vaga no Senado, provavelmente -, a agenda, a exemplo dessa última, é mais do que necessária.

O próximo governador precisa estar inteirado das obras e do funcionamento do governo para não haja solução de continuidade nas ações, políticas e obras do atual governo.

E é o que vem fazendo sempre o vice-governador Carlos Brandão nesses quase dois mandatos consecutivos na condição de vice. O próprio Flávio Dino tem ressaltado reiteradamente não só a importância da sua presença nessas ações como sua dedicação e lealdade, tanto no aspecto político quanto administrativo.

Mas além disso, outra vertente importante dessa presença de Brandão nos municípios, chama atenção: o diálogo direto que vem estabelecendo com vereadores, prefeitos e demais líderes locais. Isso, claro, vai contribuir muito com o modelo de gestão que ele adotará a partir de abril, mas sem dúvida nenhuma, cria cancha, como se diz no esporte, para a disputa eleitoral que se avizinha.

Mas esse é assunto para outro post…

Santa Rita passa a contar com registro civil no Hospital Maria Helena Freire

O Município de Santa Rita passa a contar com o serviço da Unidade Interligada de Registro Civil de Nascimento. A instalação aconteceu na tarde desta sexta-feira (14/5), em solenidade virtual, que contou com a presença de representantes de diversos órgãos parceiros e representantes da sociedade civil organizada.

O serviço já está em funcionamento na Unidade Mista Maria Helena Freire e vai garantir que crianças nascidas no estabelecimento de saúde recebam, antes da alta hospitalar, a sua certidão de nascimento. A iniciativa faz parte da política de combate ao sub-registro no Estado. Atualmente o Maranhão possui um índice de 4,7% de crianças nascidas e não registradas até o terceiro mês do ano subsequente.

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, comemorou o fato e afirmou que a Unidade consiste um importante espaço de cidadania. Ele ressaltou que a população do município praticamente dobrou nos últimos 15 anos, sendo necessário o incremento de aparelhos públicos capazes de atender a essa demanda. “É uma semente importante plantada aqui. Vai facilitar para que as pessoas mais carentes, que moram mais distantes, já saiam do hospital com seu filho registrado”, disse.

Para o corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, o momento é de motivação em ver os gestores públicos unidos em favor da promoção de um serviço essencial para a cidadania. Ele lembrou que a iniciativa está inserida nos objetivos do milênio, instituído por meio da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas.

“É um projeto que concretiza um objetivo de desenvolvimento sustentável importantíssimo para avançarmos em conquistas humanitárias. E aqui o objetivo que se destaca é aquele que toca ao desenvolvimento de instituições eficazes, capazes de entregar resultado, resolver as demandas da sociedade”, esclareceu.

Jefferson Portela anuncia conquistas para segurança pública de Peritoró

Durante a inauguração do novo Posto Avançado do Detran-MA em Peritoró, realizada na última segunda-feira (10), o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, aproveitou o ensejo para anunciar várias conquistas e melhorias para segurança pública de Peritoró.

Ao lado do prefeito da cidade, Dr. Júnior, da primeira-dama, do diretor geral do Detran-MA, Francisco Nagib, e demais autoridades presentes, o secretário anunciou mais reforço para o contingente da Polícia Militar, o trabalho em conjunto entre PM e Polícia Civil para o combate a criminalidade, cursos para segurança no trânsito e a implantação da Escola Militar de Peritoró

“Temos muito a fazer por Peritoró, pelas mãos e inteligência do Prefeito Dr. Júnior. Vem ai a Escola Militar da Cidade de Peritoró. Também iremos reforçar o contingente da polícia, aumentar as ações em conjunto com a Polícia Civil no combate ao tráfico e ao crime e iremos disponibilizar curso e vinte mil coletes e capacetes aos motociclistas para maior segurança no trânsito. Todos juntos vamos fazer uma Peritoró gigante para todo Brasil”, afirmou o secretário Jefferson Portela.

Gastão Vieira pede prioridade na vacinação contra Covid para bancários

Para o parlamentar, a proposta contribui para reduzir a propagação do vírus em ambientes com alta circulação de pessoas

O deputado Gastão Vieira (MA) apresentou o Projeto de Lei 1759/21, que prevê prioridade na vacinação dos bancários e demais profissionais de instituições financeiras que trabalhem diretamente no atendimento ao público. Para o parlamentar, a proposta contribui para reduzir a propagação do vírus em ambientes com alta circulação de pessoas.

“Vi aglomerações nas entradas das instituições financeiras, principalmente daquelas pessoas que buscam os auxílios criados pelo Governo Federal. Os bancários que trabalham no atendimento acabam muito expostos ao vírus, mas não podem deixar de trabalhar, afinal são eles que viabilizam o pagamento dos auxílios. Caso esses benefícios não sejam pagos, a situação do nosso país fica ainda pior”, explica o parlamentar.

Segundo o projeto, somente em função do pagamento do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal já atendeu mais de 120 milhões de pessoas.

‘Pode aguardar’, diz Roberto Rocha após STF determinar Censo só em 2022

O senador Roberto Rocha (sem partido) elogiou hoje, 14, a decisão do STF de determinar a realização do Censo só em 2022 (reveja).

Os ministros julgaram ação do Governo do Maranhão, que pedia a realização da pesquisa já em 2021 (saiba mais).

Ao comentar o julgamento, Rocha disse que o Supremo foi “sensato” e o governador Flávio Dino (PCdoB), “irresponsável”.

“Decisão sensata do STF evidencia a IRRESPONSABILIDADE do governador do Maranhão ao querer forçar a realização do Censo em 2021, ápice da pandemia, colocando em risco as vidas de milhões de brasileiros. O Censo é fundamental, mas pode aguardar 2022”, disse.

Deputado denuncia venda de laudos para vacinação de público com comorbidades no MA

O deputado estadual Yglésio Moyses (Pros) fez, nesta sexta-feira,14, uma grave denúncia a respeito da vacinação contra a Covid-19 no Maranhão.

Segundo ele, há denúncias de laudos comprados por pessoas que, então, entraram irregularmente na fila do público com comorbidades.

Moyses, que é médico, informou haver encaminhado, via ofício, todos os casos de que tomou conhecimento ao procurador de Justiça do Estado do Maranhão. Eduardo Nicolau.

“Vamos continuar combatendo esse tipo de crime”, destacou.

Yglésio tem se mostrado vigilante contra os “fura filas” desde o início da vacinação (saiba mais).

Maioria do STF vota para obrigar Bolsonaro a realizar Censo em 2022

Globo.com

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou a favor de que o governo federal seja obrigado a tomar as medidas necessárias para realizar o Censo Demográfico no ano que vem.

Em abril, o governo informou que o Orçamento de 2021 não reservava recursos para o Censo, o que levou ao cancelamento da pesquisa. Por lei, o Censo deve ser realizado a cada dez anos. O último ocorreu em 2010. No ano passado, a pesquisa, conduzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), foi adiada devido à pandemia de Covid-19.

Os ministros julgam no plenário virtual uma decisão individual do ministro Marco Aurélio Mello (vídeo abaixo), que determinou ao governo a adoção das medidas necessárias para garantir a realização do levantamento ainda neste ano. Por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), o governo recorreu da decisão do ministro.

Embora tenha se estabelecido a maioria, o julgamento ainda não terminou — o prazo para os ministros depositarem os votos no plenário virtual (que não exige um julgamento no plenário físico) termina na noite desta sexta-feira. Até a última atualização desta reportagem, tinham votado nove ministros — faltavam os votos de Ricardo Lewandowski e Luiz Fux.

O caso chegou ao STF por meio de uma ação do governo do Maranhão (saiba mais). Na ação, o governo estadual argumenta que a falta do estudo sobre o perfil da população tem consequências na repartição de receitas tributárias, além de prejuízos para as estatísticas do país. Também afirma que não realizar o Censo fere a Constituição.

Codevasf-MA esclarece denúncia de suposto abandono de equipamentos

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA CODEVASF MA

Em atenção a um vídeo que vem sendo veiculado em redes sociais e em blogs mostrando imagens aéreas do galpão mantido pela Codevasf em São Luís-MA para a guarda de bens adquiridos com recursos de emendas parlamentares, esclarecemos:

1) Em nenhum momento, alguém da comunidade ou o próprio denunciante procurou a Codevasf para pedir informações ou esclarecimentos sobre os equipamentos mostrados. Ao contrário, o denunciante apressou-se em insinuar, equivocadamente, que os equipamentos estariam abandonados. Tal versão não condiz com a verdade haja vista que, além das garantias legais, a Codevasf presta manutenção regular e entrega cada equipamento em pleno funcionamento;

2) Uma vez que os parlamentares destinam os equipamentos para os beneficiários (Prefeituras, Associações, Sindicatos, etc.), não compete à Codevasf interferir ou mesmo alterar a destinação desses bens. Portanto, vale lembrar que a emenda é de autoria do parlamentar enquanto a execução ocorre por meio de diversos entes da estrutura da Administração, inclusive a Codevasf;

3) Eventuais atrasos nos processos de entrega se dão, em boa medida, por questões de ausência de regularidade exigida por lei para procedimentos de doação de um bem adquirido pela União com recursos de emendas parlamentares. Tão logo o ente beneficiário encontre-se apto, os termos de doação são assinados e os bens entregues;

4) Todo parlamentar tem acesso ao galpão para averiguar a alocação dos recursos, acompanhar o trâmite de processos, verificar a situação dos bens ali guardados e fiscalizar o trabalho de execução orçamentária dos recursos por eles destinados à Codevasf;

5) Por fim, reiteramos que, dentre outros princípios, a Codevasf é pautada pelos princípios da legalidade, isonomia, transparência e eficiência e que, tratando-se de uma empresa pública federal, tem seus processos constantemente auditados por órgãos de controle como TCU, CGU e Ministério Público.

Nossa postura é de sempre colaborar com qualquer entidade, seja pública ou privada, no fornecimento de informações acerca dos processos tramitando na Codevasf, que são públicos e de interesse da sociedade, prezando, em todos os casos, pelo respeito às boas práticas de execução das despesas orçamentárias.

Atenciosamente

Codevasf – Ma

8ª Superintendência Regional.

Nota de esclarecimento complementar à emitida em 14.05.2021

Em consonância com a nota emitida em 14.05.2021, especialmente quanto ao item 2, acrescentamos que a cada indicação de beneficiário da doação de equipamentos pelo parlamentar, a Codevasf submete a referida indicação a uma comissão de empregados do quadro efetivo da estatal a fim de avaliar, segundo critérios técnicos, a conveniência social e econômica da pretendida doação, podendo vetar indicações que não atendam aos requisitos exigidos pela legislação pertinente, restando ao parlamentar, nesses casos, uma nova indicação a ser submetida aos mesmos critérios.

8ª Superintendência Regional da Codevasf
São Luís (MA)

Taxistas pedem mais tempo para cadastro de benefício do governo


O vice-presidente do sindicato dos taxistas de São Luis, Jean Fábio solicitou ao Governo do Maranhão e a MOB (Agência de Mobilidade Urbana) mais prazo para os profissionais realizarem o cadastro do benefício concedido pelo Governo, o Vale Combustível.

Segundo Fábio, mais da metade dos taxistas de todo o estado do Maranhão, não conseguiram realizar o cadastro. “Temos casos de taxistas que não conseguiram fazer os cadastros, muitos por limitações de acesso a internet e aos sites do governo, além disso, o sindicato não conseguiu atender a todos por conta da demanda alta e o tempo pouco para apresentar os documentos”, contou.

O documento assinado por representante dos taxistas, tem o aval de sindicatos de todo o estado do Maranhão que reivindicam a mais prazo para o cadastro e a revisão de processos que não foram aprovados.

O oficio foi protocolado na manhã de hoje, agora aguarda parecer do governo sobre a solicitação.