EXCLUSIVO! Veja lista de fornecedores que receberam R$ 32 milhões de Castelo “no apagar das luzes”

Relatório parcial de auditoria realizada pela Controladoria Geral do Município de São Luís nas movimentações financeiras da Prefeitura e já entregue ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC)  traz à tona a lista completa dos fornecedores da Prefeitura que abocanharam nada menos que R$ 32 milhões pagos pelo ex-prefeito João Castelo (PSDB) apenas entre os dias 27 e 31 de dezembro do ano passado.

No total, são 24 fornecedores beneficiados pelos pagamentos “no apagar das luzes” com recursos que, de acordo com a CGM, poderiam tranquilamente ser utilizados para creditar em conta o salário de dezembro dos servidores municipais.

Na primeira lista, do dia 27 de dezembro, estão 21 fornecedores. Eles receberam, juntos, mais de R$ 17 milhões. Veja detalhamento abaixo:

Num segundo levantamento, do dia 28 de dezembro, está incluída a Pavetec, que recebeu nada menos que R$ 6.312.178,33 por meio de uma única ordem bancária. O total de pagamento dos dia ultrapassa os R$ 14 milhões. Veja:

Ao concluir o relatório sobre entrada e saída de recursos das contas municipais no período final da gestão passada, o controlador Delcio Rodrigues e o auditor Eduardo Costa Mendes, que assinam o documento, são categóricos: “aproximadamente R$ 50.137.750,73 poderiam ter sido destinados à conta n° 16950-1 (PAGAMENTO SALÁRIO).

Ainda de acordo com essas contas, como a folha chega à casa dos R$ 55.557.428,91, se Castelo houvesse priorizado o pagamento do funcionalismo, seriam necessários apenas mais R$ 5.419.678,48 para saldar o débito, sem parcelamento.

“Esse saldo poderia ser encontrado em outras fontes de recursos da Prefeitura […] ou ingressos de valores nos primeiros dias de janeiro de 2013”, completa o relatório.


14 thoughts on “EXCLUSIVO! Veja lista de fornecedores que receberam R$ 32 milhões de Castelo “no apagar das luzes”

  1. Fatos!
    Estão sendo apresentados FATOS!
    E que não apareçam os advogados do diabo para dizerem que se trata de queimação.
    Cabe ao Castelo explicar a razão de feito estes pagamentos quando sabia que os funcionários ficariam sem receber os seus salários.
    Certamente o seu próprio salário Castelo recebeu.
    Seria bom, Gilberto Léda, verificar se Castelo pagou os salários dos seus secetários, do seu vice, dos vereadores e o seu próprio.
    Se isto tiver acontecido não é possível que este Castelo, que deixou os funcionários com fome no Natal, ainda tenha coragem de subir num palanque para pedir votos.
    Se tiver este descaramento certamente vai levar ovo podre na cara.
    Vaia é muito pouco.

  2. Vara Pau, o tem um sujeito aí, advogado, que é filho de um desembargador do TRT que recebeu uma bolada nessa lista…
    Mas até onde eu sei, ele mora em BSB!!!
    Loucura, loucura, loucura…

  3. Rapá essa GUARA BUFET está em todas hein??
    E quem diabos é Clara Comunicações!!

    Ministério Público Maranhense precisa mais o que para colocar essa quadrilha na Cadeia? Até uma tornozeleira eletronica já servia.

    Fala MP!!!

  4. A prefeitura precisa punir as empresas e as pessoas desonestas para pagar as pessoas e as empresas honestas

    Trabalhei com honestidade dedicação e competência e estou a dois anos sem receber ,

    Agora estamos passando dificuldades por causa dos desonestos , isto não é justo e precisamos receber por nossos serviços honestos

    Roberto Sasso

    Quarkmed

  5. A lavagem hidrotermica, que recebeu 1.300,000,00, tem como sócio oculto, o filho de Castelo, o Joaozinho e de lá que veio o dinheiro para a franquia da Loja Richards no Shopping da Ilha, era bom o MP verificar e prender essa quadrilha.

  6. Maria Helena Barros Bello é MÃE de Ney barros Bello( Juiz Federal)
    Gabriel Ahid Costa é FILHO de GERSON DE OLIVEIRA COSTA FILHO(DESEMBARGADOR do trabalho)

  7. Pessoal, quem sabe o motivo dessas empresas terem sido privilegiadas?

    Pesquisei um pouco na internet e descobri algumas coisas:

    Existe um Gabriel Ahid Costa que é advogado, e é filho do Desembargador do TRT da 16ª Região, segundo artigo do Walter Rodrigues de 2010. Será que é ele?
    Link: http://www.walter-rodrigues.jor.br/detalhe.php?ART_ID=2440

    Procurei por Guará Buffet e vi que o endereço é no Porto de Itaqui, justamente onde João Castelo antes era Presidente da EMAP…

    Com relação a Hidrotérmica ser de um sócio oculto do filho de JC não sei, mas prestava serviço de limpeza nos mercados da cidade e o proprietário é Fábio Marques.

    http://www.jornalpequeno.com.br/2011/8/31/prefeitura-de-sao-luis-realiza-lavagem-hidrotermica-do-mercado-central-168362.htm

    A CEFOR tem como sócio primo de JC, então tá explicado. Já li em comentários de outros blogs que a PAVETEC seria dele também, apesar de estar em nome de outras pessoas.

    A Clara Comunicação é de Félix Alberto. Pela notícia abaixo, teve contrato com a prefeitura renovado até maio/2013. Pelo que li na internet, sua esposa era secretária adjunta da Secretaria Municipal de Governo de JC.

    http://www.pcdob.org.br/noticia.php?id_noticia=203790&id_secao=3

  8. SÓ OS COMENTÁRIOS DESSA MATÉRIA, JÁ SERIA UMA BOA MUNIÇÃO PRO MP INVESTIGAR, ACHO QUE ATÉ PAULO MALUF FICARIA ENVERGONHADO COM TANTA EVIDÊNCIA, É DE FICAR ESTARRECIDO COM TODA ESSA CORRUPÇÃO ENTRANHADA NA MAIS ALTA CORTE.

Os comentários estão fechados.