Gráfico da própria SSP desmente dados sobre redução da taxa de homicídios

sspO professor Wagner Cabral, provou ontem (6), por meio de sua conta no Twitter, que o Governo do Estado mentiu ao anunciar a primeira queda na taxa de homicídios na Região metropolitana em quatro anos, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

governoSegundo nota oficial, “é a primeira vez em quatro anos que o Governo do Maranhão reverte a onda de criminalidade, que vinha em curva crescente em comparativo com os anos anteriores”.

Mentira!

Dados da própria Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) apresentados por Cabral apontam que só em 2014 houve cinco reduções como a de janeiro de 2015.

Neste ano, houve 84 homicídios – o número de “mortes violentas” é maior, 107 -, contra 87 de janeiro de 2014.

Mas esse tipo de queda da taxa de homicídios também foi registrada nos meses de abril, junho, setembro, outubro e dezembro do ano passado.

Em dezembro de 2014 foram 77 homicídios, 10 dez a menos que em 2013; em outubro, 68, contra 84 do ano anterior; em setembro, novamente 68 – haviam sido 75 em 2013.

No mês de junho de 2014 foram registrados 59 homicídios, e 60 no mesmo mês de 2013; já em abril, foram 69 (2014) contra 76 (2013).

Em 2013 ainda houve uma redução em relação a 2012 – no mês de fevereiro.

Apesar das reduções, as taxas de homicídios seguem absurdas na região metropolitana – sempre com médias de mais de uma por dia.

Mesmo assim, o governo Flávio Dino (PCdoB) acha que pode comemorar. E, ainda por cima, maquiando números.

Até quando?


3 pensou em “Gráfico da própria SSP desmente dados sobre redução da taxa de homicídios

  1. Verdade q li ali o seu texto e as fotos que vc publicou e o texto diz que caiu em comparativo de janeiro com janeiro. Ou seja: quem está ocultando é vc e esse professor aí. falta só um tiquinho de honestidade pro grupo Sarney que vc representa. ETA povo que não se enxerga!!!!!!

  2. É muita cara de pau do seu grupo, caro blogueiro, querer comparar o desgoverno de 50 anos com um que apenas completou 1 mês.

Os comentários estão fechados.