Polícia Civil inicia greve no Maranhão

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol) inicia hoje (3), a partir das 8h, greve geral por tempo indeterminado.

A mobilização começará com concentração no Plantão Central do Parque do do Bom Menino, no Centro. Além da capital, todas as regionais do estado devem aderir ao movimento.

Investigadores, comissários e escrivães tiveram reajuste salarial de apenas 5% e nenhuma proposta salarial para os demais anos, como ocorreu com os policiais militares – que tiveram previsão de aumento até 2018 –; e com os delegados, que tiveram um reajuste de cerca de 70% até junho de 2016.

Durante o movimento paredista só estarão funcionando 30% do efetivo nas delegacias e regionais conforme determina a Lei.


5 thoughts on “Polícia Civil inicia greve no Maranhão

  1. Vou dizer aqui o que sempre digo quando funcionários públicos choramingam por aumento de salário:
    procurem outro emprego com salário melhor. Se a remuneração é tão ruim, demitam-se e trabalhem em algo mais rentável.
    É ridículo quererem comparar os aumentos dos policiais civis aos dos delegados e PMs. São cargos distintos e jamais devem ser usados como comparação.

  2. Governador, os policiais não são seus inimigos, querem apenas aquilo que foi prometido!
    Avante Policia Civil!!

  3. D. Silva, o direito de greve está assegurado pela Constituição Cidadã de 05 de Outubro de 1988, Artigo 9º, aprenda a respeitar isto, pois, ” Aquele que não luta por seus direitos, não é digno de tê-los” RUI BARBOSA. Amigo, estude para passar em concurso público e deixe de falar o que não tem como conhecimento de causa. Aos Profissionais aguerridos da nossa tão frágil Segurança Pública, continuem lutando por melhores dias, afinal de contas, estamos em um Estado de Direito e certamente quem ganhará com a causa é a sociedade da qual D. Silva também faz parte, viva a Democracia!

    • Estás me seguindo??? Sai pra lá.
      Quando o indivíduo faz sua inscrição num concurso, ele concorda com o que está descrito no edital onde é informado quanto se ganhará. Não é ilegal, mas é desonesto o sujeito fazer o concurso e logo depois entrar em greve exigindo aumento. Uma desonestidade que prejudica apenas TODA a população.

Os comentários estão fechados.