Heringer Táxi Aéreo já faturou R$ 8,4 milhões sem licitação no MA

A Heringer Táxi Aéreo, empresa que mantém contrato de aluguel de aeronaves com o Governo do Maranhão desde 2015, já faturou mais de R$ 8,4 milhões sem qualquer licitação no estado.

R$ 8.485.214,86, mais especificamente.

O valor refere-se a pagamentos efetuados após os três aditivos ao contrato inicial, de 2015, com a Secretaria de Estado do Governo (Segov) – para atender às demandas de viagens do governador Flávio Dino (PCdoB) e de seus auxiliares mais próximos – e por meio de uma dispensa de licitação, da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, pelo primeiro contrato, que foi licitado, a empresa recebeu R$ 2.570.465,09 (saiba mais). O prazo de vigência, nesse caso, era de 30 de julho de 2015 a 31 de janeiro de 2016.

Depois disso, todos os demais pagamentos foram feitos após dispensa de licitação – no caso da SES -, ou aditivo ao contrato inicial, no caso da Segov. E chegam a R$ 8,4 milhões.

No total – somando-se pagamentos no contrato licitado e nos não licitados -, a empresa já faturou mais de R$ 11 milhões no Maranhão (reveja).


3 pensou em “Heringer Táxi Aéreo já faturou R$ 8,4 milhões sem licitação no MA

  1. Imoral e ilegal o uso de aeronaves por seleto grupo de secretários e por FD.
    Os milhões de reais dos maranhenses gastos nessa despesa, seriam suficientes para levar a Fortaleza e trazer de volta , cerca de 20.000 ( vinte mil) maranhenses em avião comercial ou mil(1.000) casas populares.O Brasil precisa saber disso!
    FD-Farra desenfreada comunista.Discrepância entre o discurso e a prática…ACORDA MARANHÃO!!!

  2. Se essa turma que gosta tanto de viajar de jatinho particular fosse Obrigada a pagar do próprio bolso, tenho certeza que os compromissos fora diminuíram drasticamente, hoje fui a UPa do bacanga, o banheiro sujo de fezes, sem papel higiênico, sem água na descarga nem na torneira, não sei se é recorrente ou se foi só hoje, mas é preciso levar em conta o número de usuários que frequentam o local e contratar pelo um auxiliar de serviços gerais para ficar atento a isso, tinha uma jovem vomitando em cima de outra sujeira porque ela não teve outra alternativa, pelo menos tivesse um balde com água ajudaria bastante falta de higiene também colabora para infestação de doenças.

Os comentários estão fechados.