Homem de confiança de Flávio Dino deixa o PCdoB após atritos com Jerry

A postura do ex-secretário Márcio Jerry à frente do PCdoB do Maranhão levou o governador Flávio Dino a perder um de seus homens de confiança. O advogado Paulo Guilherme de Araújo, que veio de Brasília para ser um dos homens fortes de Dino, apresentou carta de desfiliação do PCdoB depois de 20 anos como filiado da legenda. Em sua breve carta, Paulo diz que vinha sendo minado politicamente dentro do partido por Márcio Jerry, que desde comanda a estrutura comunista no Maranhão.

“Alguns fatos políticos desagradáveis, para afirmar o mínimo, relacionados a minha relação de militância sob a gestão do presidente Márcio Jerry, notadamente fatos que suscitam questões relacionadas aos fatores de confiança e desconstrução de minha imagem, me fizeram entender que não há mais ambiente político, pra minha permanência nos quadros de filiados do PCdoB, portanto, necessária minha saída”, afirmou Paulo Guilherme de Araújo em carta ao PCdoB.

Guilherme iniciou sua relação política – e de amizade com Flávio Dino – quando o comunista do Maranhão assumiu o comando da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), no início do primeiro mandato da então presidente Dilma Rousseff (PT).

Até então assessor do então ministro dos Esportes, Orlando Silva, ele foi para Embratur auxiliar Dino, sendo nomeado chefe de gabinete. Além da relação de trabalho na empresa, as relações partidárias e também de amizade se estreitaram o que levou Dino a trazer Guilherme para o Maranhão logo após ser eleito governador, em 2014.

Araújo foi nomeado presidente da Comissão Central de Licitação (CCL), cargo que ele foi exonerado após pedido. Depois da exoneração – que levou a questionamento da direção nacional ao núcleo estadual do PCdoB – Paulo Guilherme foi nomeado assessor especial do gabinete de Dino.

Por ser homem de confiança do governador, Paulo Guilherme entrou em rota de colisão com Márcio Jerry, que – segundo apurou O Estado – usou toda a estrutura partidária para defenestrar Paulo Guilherme ao ponto de evitar compartilhamento de informações da legenda com o então assessor do governador.

Os boicotes políticos (e também dentro da gestão comunista) acabaram levando Paulo Guilherme de Araújo a pedir desfiliação do PCdoB. A previsão é de que ele também peça exoneração do cargo de assessor especial e volte ao Rio de Janeiro, de onde é natural.

A carta de desfiliação de Paulo Guilherme já trouxe questionamentos da direção nacional que busca saber os motivos para atitude radical de um militante que pertence aos quadros do partidos há 20 anos. Ou seja, um membros que chegou ao PCdoB antes mesmo de Flávio Dino e Márcio Jerry que pertenciam, na verdade, ao PT até 2006.


4 pensou em “Homem de confiança de Flávio Dino deixa o PCdoB após atritos com Jerry

  1. Sabem os leitores o que levou a Alemanha de Hitler à Segunda Guerra Mundial?
    Sim, isso mesmo: a fome de grandeza e a bajulação imensurável de seu staff, que, na guerra de bastidores, não sabia o que mais fazer para atrair a atenção do fuehrer, tratado como um semideus.

    Na série super bem elaborada pela Netflix e comentada por historiadores estudiosos das causas da Segunda Guerra Mundial, vê-se claramente a luta intestina do famoso círculo do mal de Hitler, alimentado na fogueira das vaidades: Joseph Goebbels, Heinrich Himmler, Martin Borman, Rudolf Hesse, Hermann Göring e Reinhard Heydrich.

    Todos eles, com exceção de Reinhard Heydrich, que foi assassinado, tiveram fim trágico: recorreram ao suicídio para escapar das forças aliadas, que já haviam invadido Berlim, com os russos à frente, dizimando tudo que viam.

    Não tenho a mínima intenção de estabelecer um paralelo entre os assessores do Hitler e os do governo estadual do Maranhão, mas apenas mostrar que essa guerra intestina pelo poder, e as tentativas de isolar o chefe dos demais membros do staff é prejudicial para o povo maranhense, assim como o foi para o povo alemão.

    Mas o ser humano, mesmo conhecendo a história, tem a grave tendência de repeti-la. Quem quiser assistir a essa série, verá que até mesmo a cooptação de artistas, intelectuais e homens de influência da sociedade alemã foi completa e totalmente imitada pelo PT. E o resultado disso, todos nós estamos pagando até hoje.

    Tarik Afif Al Moussad

  2. Pingback: Crise no PCdoB: Homem de confiança de Flávio Dino pede desfiliação, após atritos com Jerry | Diego Emir

  3. Conheci esse cidadão quando chegou ao Maranhão em 2014 para presidir a Comissão Central de Licitações do estado, infelizmente assistir ele desmontar a comissão de licitação quando entrou em atrito com todos os técnicos com formação de nível superior. […]

  4. Conheci esse cidadão quando chegou ao Maranhão em 2014 para presidir a Comissão Central de Licitações do estado, infelizmente assistir ele desmontar a comissão de licitação quando entrou em atrito com todos os técnicos com formação de nível superior. […]

Os comentários estão fechados.