Toffoli suspende liminar que garantiria liberdade a Lula

Foto: (Cristiano Mariz/VEJA)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu há pouco a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello que havia revogado as prisões de todos os réus condenados em segunda instância, exceto aqueles presos preventivamente.

A liminar derrubada garantiria, por exemplo, a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado pelo TRF-4 no caso do Tríplex do Guarujá (saiba mais).

Toffoli acolheu recurso apresentado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. O ministro afirmou que “a decisão já tomada pela maioria dos membros da Corte deve ser prestigiada pela Presidência”.

A suspensão da liminar irá vigorar até que o plenário do STF, composto por 11 ministros, julgue as ações que tratam da execução provisória da pena. A análise desses processos está marcado para o dia 10 de abril de 2019.

A chefe da PGR disse a Toffoli que a situação gerada pela liminar de Marco Aurélio era uma “evidente” afronta à segurança pública e a ordem pública.


2 thoughts on “Toffoli suspende liminar que garantiria liberdade a Lula

  1. issoque aconteceu em minas gerais e culpa do flavio dino o moço tem um espirito de discordia ele so arma o laço e fica de longe vendo o povo se matarem isso que ta acontendo no maranhao e obra das trevas poucos entederao

  2. lula tem que ficar e preso pagar pelos crimes que ele cometeu a justiça do brasil nao tem que ficar ouvindo bla bla bla de um flavivinho que logo logo vai cair tambem lula fora e uma ameaça a sociedade e um perigo para a corrpçao voltar com mais força o ato de bondade de lula era so uma farsa bonito por fora mais por tras existia muita maldade ele usou os pobres para atrair a confiança dos de perto e dos de longe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *