The Intercept: Moro sugeriu nota rebatendo defesa de Lula

(Foto: ADRIANO MACHADO / REUTERS)

O Globo

Novas conversas por mensagens atribuídas ao ministro Sergio Moro  e procuradores da força-tarefa da Operação Lava-Jato mostram que o então juiz do caso teria sugerido aos integrantes do Ministério Público Federal emitir uma nota rebatendo a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os diálogos, divulgados pelo site ‘The Intercept Brasil’, ocorreram após o interrogatório do petista, em 10 de maio de 2017. A nota acabou sendo divulgada pela força-tarefa, mas com foco diferente do sugerido por Moro.

ela primeira vez, há registro de uma conversa direta de Moro com o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima. Nos diálogos anteriores, havia sempre a participação de Deltan Dallagnol, coordenador da Força-Tarefa. Ao ‘The Intercept’, Moro informou que as mensagens podem ter sido ‘adulteradas ou editadas’.

Nas conversas, Moro afirma para Santos Lima que os procuradores poderiam apontar contradições e disse que a defesa já teria feito “o showzinho dela”.

“Talvez vocês devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele. Porque a Defesa já fez o showzinho dela”, diz a mensagem.

Santos Lima responde ao juiz que conversaria com os colegas da força-tarefa sobre a ideia. Dez minutos após a conversa, ele conversa sobre a estratégia com um grupo com assessores de imprensa do MPF. Os assessores não recomendam a manifestação. Pouco depois, discute o tema também com um grupo com o título “Filhos de Januário 1”, no qual outros procuradores também se manifestam. Ao mesmo tempo, Carlos Fernando compartilha com Deltan a conversa com o juiz.

O coordenador da força-tarefa, então, responde no grupo do qual fazem parte os procuradores que uma manifestação poderia “trazer conforto para o juízo”. Dallagnon defende que a manifestação fosse por meio de nota. Ele também questiona aos assessores de imprensa sobre o tema, também recebendo opinião em sentido contrário. O chefe da Força Tarefa também manda ele próprio uma mensagem a Moro na qual fala que está avaliando eventual manifestação. Moro diz ter dúvidas sobre a pertinência, mas afirma que “é de se pensar” a possibilidade.

Leia aqui os novos trechos.


3 pensou em “The Intercept: Moro sugeriu nota rebatendo defesa de Lula

  1. Isso é muito grave…. a República vai cair. É algo capaz de fazer ruir até o Império Britânico, um Juiz mostrando a necessidade de o MPF “rebater” as lorotas travestidas de “verdades”da maior quadrilha já instalada no Brasil. Acaba, não, mundão!!!

  2. Alguns idiotas não entendem que os fins não justificam os meios, se inconstitucional o juiz orientar uma das partes é inconstitucional e tá acabado, então é só aprovar uma emenda permitindo o juiz orientar o advogado ou promotor seu amigo, ou para prejudicar um desafeto seu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *