Dino não conseguiu mobilizar base aliada na Câmara em votação da previdência

Votação da previdência demonstrou perda de prestígio e influência de Flávio Dino diante da base “aliada” em Brasília

A votação em primeiro turno da reforma da Previdência e a constatação de que apenas os deputados Márcio Jerry (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB) e Zé Carlos (PT) votaram contra as mudanças nas regras reforçou a tese – já clara – de que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) não consegue mobilizar nem sua base na Câmara Federal.

Parlamentares como Gil Cutrim (PDT) por exemplo, cujo atual partido (pelo menos por enquanto) é aliado histórico das bandeiras dinistas, votaram a favor da reforma.

Outro deputado próximo ao governador e que não seguiu sua orientação foi Gastão Vieira (Pros).

Isso sem falar de Juscelino Filho (DEM), cuja legenda se aproximou nos últimos anos do PCdoB no estado.

Com isso, a meta de Dino de se viabilizar candidato a presidência perde força.

Já que se ele não goza de prestígio nem mesmo diante dos “aliados”.

Imagina diante de um Congresso inteiro…


3 pensou em “Dino não conseguiu mobilizar base aliada na Câmara em votação da previdência

  1. Tá querendo fazer uma intriguinha né Gilberto Léda… Deixa de ser hipocrita. Quer dizer então que Eduardo Braide votou conforme orientação de Dino? Cada um voutou de acordo com suas convicções e não com a convicção de seus partidos. Gil Cupim por exemplo, nao seguiu a orientação de seu partido o PDT. Flavio Dino não é presidente de partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *