Pedido contra Eduardo no Conselho de Ética será analisado por aliado de Dino

O pedido da oposição para que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) seja cassado na Câmara em virtude da sua declaração sobre o “novo AI-5” será inicialmente analisado por um aliado de um dos mais ferrenhos adversários dos Bolsonaro: o governador Flávio Dino (PCdoB).

O caso está no Conselho de Ética e será conduzido pelo seu presidente, o deputado federal maranhense Juscelino Filho (DEM).

Ele é da base de apoio ao governador comunista.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, ele garantiu que tratará o caso “de forma mais isenta possível”.

Mas ponderou que, como “brasileiro e parlamentar”, as declarações do filho do presidente Jair Bolsonaro lhe pareceram “graves, muito impactantes e contrárias à nossa Constituição”.

“Principalmente pelo papel de um deputado eleito pelo voto, que é líder do maior partido do Congresso [o maior partido no Congresso é o PT, com 61 parlamentares. O PSL tem atualmente 56].”

Dos 21 assentos no Conselho de Ética, os partidos que se declaram contrários ao governo ocupam apenas 6 cadeiras. O PSL, legenda do filho do presidente, tem 2 membros.


2 pensou em “Pedido contra Eduardo no Conselho de Ética será analisado por aliado de Dino

  1. Aproveite primeiro, deputado comunista safado, a apurar as declarações daquela coisa amiguinha de vcs petralhas, a Benedita da Silva, bené, que outro dia tava incitando políticos e sociedade esquerdopatas e lutarem com derramamento de sangue para evitar a governabilidade de BOLSONARO, pelo simples fato de terem perdido a chave do cofre…, vagabundos!

  2. Desculpe, penso que você está enganado. Esse deputado, como outros, são aliados do Palácio dos Leões. Aliás, esse é o partido político mais forte do Maranhão. Flávio Dino pode até desejar uma punição para o filho de Bolsonaro mas é um sonho impossível

Os comentários estão fechados.