Agora livre, Lula ainda é ficha suja e não pode ser candidato

(Foto: Henry Milleo/AFP)

Apesar da euforia de petistas e simpatizantes com a soltura do ex-presidente Lula após o STF firmar entendimento contra a prisão após condenação em 2ª instância, ele não recebeu de volta seus direitos políticos.

O petista ainda é ficha suja porque em um das duas condenações quem pesam contra ele – a do triplex do Guarujá – já foi confirmada por tribunal colegiado.

No caso do sítio de Atibaia, em que ele já foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro pela juíza Gabriela Hardt, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) marcou para o dia 27 de novembro, o julgamento de uma apelação.

Como trata-se de órgão colegiado, se a decisão for mantida, seria um “reforço” à inelegibilidade do ex-presidente.

Para que Lula possa ser candidato, uma improvável sequência de eventos teria que ocorrer, como absolvições, anulação de sentenças e a suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

Apesar disso, segundo a Folha, Lula deve retomar agenda partidária e dar corda à tese de candidatura a presidente em 2022.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *