Dino corta orçamentos do Esporte e da Cultura

Enquanto pretende aumentar orçamento da Comunicação em 2020 – de R$ 63 milhões para R$ 76 milhões (saiba mais) – o governo Flávio Dino (PCdoB) determinou cortes estratosféricos nas verbas destinadas às pastas de Cultura e Esporte.

No caso da Secult, o orçamento caiu quase pela metade: de R$ 127,4 milhões em 2019, para 75,3.

São aproximadamente R$ 50 milhões a menos (R$ 11 milhões dos quais foram para o Turismo, que até o início deste ano estava na mesma pasta).

No Esporte, queda parecida: se em 2019 a Sedel teve R$ 46 milhões, em 2020 contará apenas com R$ 28,5.

São quase R$ 18 milhões a menos.


6 pensou em “Dino corta orçamentos do Esporte e da Cultura

  1. Cadê a esquerda? Ñ vai se manifestar contra esse corte? E os sindicatos? Ou a indignação ê seletiva e só vale para o governo federal? Gastar milhões em publicidade enquanto o estado e sua população sofre com a falta do básico ê de uma maldade sem tamanho.

  2. A LOA 2019 foi elaborada considerando a existência da Secretaria de Cultura e Turismo – um único órgão.
    Houve mudança ao longo de 2019, hoje há a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Turismo – dois órgãos distintos.

  3. Cadê o PT pra protestar? Cadê os come-dormem que se dizem “artistas”? Bando de furrecas…… Cadê o pessoal do Larorarte? Cadê a Alcione e o Caetano Veloso???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *