TRE barra oitiva de capelães em ação da cassação de Flávio Dino

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) barrou a tomada de depoimentos de capelães no bojo da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) protocolada pelo MDB e que pede a cassação do governador Flávio Dino (PCdoB) e do seu vice, Carlos Brandão (PRB), por supostos crimes de abuso de poder religioso na eleição de 2018.

A Corte deferiu, por maioria (4 x 3), um mandado de segurança impetrado por Brandão (PRB), contra uma decisão judicial que autorizou as oitivas.

A votação ocorreu ontem (11), após um pedido de vista do juiz eleitoral José Gonçalo de Sousa Filho, quando o placar estava em 3 x 2 contra o pedido do vice-governador. O magistrado votou a favor de Brandão, e o presidente da Corte, desembargador Cleones Cunha, concluiu a votação a favor da segurança.

O caso ficou conhecido como a “Farra dos Capelães” (saiba mais) e entrou na pauta pela primeira vez há duas semanas (reveja). Os depoimentos haviam sido autorizados pelo juiz Antonio José Oliveira Filho, da 3ª Zona Eleitoral.


8 pensou em “TRE barra oitiva de capelães em ação da cassação de Flávio Dino

  1. oportuno aqui registrar que o Juiz Eleitoral José Gonçalo de Souza Filho, autor do Pedido de Vista e de subsequente voto a favor do Mandado de Segurança impetrado pelo Vice Governador Brandão, é irmão de Hilton Gonçalo, Prefeito de Santa Rita, político que, recentemente, em evento público, declarou abertaneente apoio à pré-candidatura de Brandão ao Governo do Estado. Bem que poderia o Juiz José Gonçalo julgar-se impedido e declinar de votar na causa.

  2. Um absurdo ! Tem que se recorrer dessa absurda decisão. Essa Corte está demais, nos faz lembrar até o STF, todas as decisões fora do bom senso, o que custava se tomar os depoimentos dos capelães?? Assisti pelo Facebook a outra decisão do julgamento do recurso contra a inelegibilidade de Flávio Dino e Jerry, o relator fez foi a arrazoado com muita garra na defesa dos condenados! Assim não!!

  3. Justiça aparelhada é de lascar qualquer país democrático. Infelizmente até o pastor da minha congressão está metido nisso pois também recebeu uma nomeação de capelão para a minha decepção.

  4. Pingback: Farra dos Capelães: decisão do TRE-MA afronta decisão do TRE-MA - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *