Em meio à Covid-19, governo deve cinco meses de salários a médicos do sistema prisional no MA

Médicos do sistema prisional do Maranhão relatam que, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Governo do Estado deve-lhes nada menos que cinco meses de serviços prestados na área.

Ao Blog do Gilberto Léda eles informaram que foi em fevereiro a última vez em que receberam pagamento: referente aos meses de agosto, setembro e outubro de 2019.

Ainda segundo os médicos, os meses de janeiro, fevereiro e março de 2020 seguem em aberto.

O blog procurou o Governo do Maranhão, via Secretaria de Comunicação, na tarde de ontem (13). E aguarda retorno.


10 pensou em “Em meio à Covid-19, governo deve cinco meses de salários a médicos do sistema prisional no MA

    • Segundo os médicos, o governo. Até pq nesse caso, normalmente, a “terceirizada” é uma cooperativa dos próprios médicos. De qlq forma, aguardo manifestação do governo

      • Cooperativa nada. Cooperativa não pode ter lucro, ele dividido entre todos. Essas aí dão lucro bem elevado para os donos(os adm). Acaba os médicos sendo funcionários de uma cooperativa disfarçada sem direito algum.

  1. É verdade a humilhação é grande, o calote do Governo Dino já vem acontecendo há muito tempo. Tem gente que espera ano (s), independentemente de Coronavírus que está há um mês somente sendo combatido no Maranhão.

    O Estado deve muitos fornecedores e prestadores de serviço sistematicamente há muitos meses, eles não berram e botam a boca no trombone com medo de serem mandados pelos comunistas pra PQP e ir ter que recorrer à Justiça pra passar por uma “via crucis” e ainda ter receber por intermédio de precatórios.

  2. Quem manda na saúde do Maranhão são os”terceirizados”. Juscelino Resende e Bringeis da vida, só não sei o percentual de propina que Dino e seus asseclas levam.

  3. Se o problema de Pedrinha fosse so esse. Bom Relógio. Deveriam fazer uma investigação. Doenças é só o que tem por la

  4. O estado continua devendo médicos do sistema prisional do Maranhão e da EAP, segundo eles não foi feito o repasse a terceirizada. Eles já estão entrando para o terceiro mês sem salário

Os comentários estão fechados.