Piscicultores solicitam ajuda técnica em Formosa da Serra Negra

Preocupados com a cadeia produtiva e a comercialização de peixes em Formosa da Serra Negra, piscicultores do município solicitam ajuda técnica do Sindicato dos Produtores Rurais de Grajaú.

Em reunião na manhã de hoje (7), na chácara Maranata, representantes do SENAR, AGED, Sindicato dos Produtores Rurais, Prefeitura Municipal de Formosa, e piscicultores discutiram questões que envolvem a produção e a comercialização de peixes.

O piscicultor Raimundo Nonato, conhecido como Raimundo Tomate, está atento às questões do setor, desde a produção com qualidade até a eficiência na distribuição e comercialização. “Nós temos um bom produto, mas perdemos mercado para empresas de outras regiões, de outros estados”.

O representante do SENAR em Grajaú , André Nascimento, destacou a importância da organização do setor, detalhando os pontos fracos e fortes e falou das questões que enfraquecem a categoria.

O SENAR por meio de programa já firmado com o Sindicato dos Produtores Rurais de Grajaú, vai trabalhar no município, em parceria com o o sindicato dos trabalhadores rurais, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) com foco na piscicultura. O programa tem data prevista de implantação para os próximos meses e vai atender 30 produtores, por um período de 2 anos, e entre as suas ações poderá contribuir com as solicitações da Associação.

Segundo a técnica do AGED, Gláucia Barbosa, primeira ação determinada pelo grupo será um mapeamento do setor em Formosa e região, com foco sobre a produção, comercialização, rota de vendas, sanidade, ambiente externo e interno e potencial do mercado. Segundo o Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais em Grajaú, Raimundo Simas, os interessados farão uma bateria de cursos: “Eles terão acompanhamento de técnicos profissionais em piscicultura em um período extenso, vão se adequar a algumas normas e projetos, para após esse período de cursos, estarem capacitados na produção e comercialização de peixes”, disse.

Raimundo, em sua fala também agradeceu a presença das autoridades e o apoio da Prefeitura e ainda falou da importância da capacitação na piscicultura: “É missão do Sindicato do Produtor Rural levar conhecimento e informação aos produtores, pois a concorrência no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada, está mais difícil obter lucratividade, o que o produtor busca nesse tipo de capacitação é conseguir produtividade e custo/benefício”, complementou. Para o Secretário de Agricultura de Formosa, João Pedro Arruda, a reunião foi uma forma de conhecer melhor a realidade atual e estimular a troca de experiências de pessoas envolvidas da produção e comercialização de peixes, para explorar os pontos fortes e entender as dificuldades deste setor que é pouco explorado no município.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *